Árabe iemenita - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Árabe iemenita.

Árabe iemenita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Árabe iemenita
Falado em: Iêmen
Região: Iêmen, sudoeste da Arábia Saudita, Somália, Djibuti
Total de falantes: 15,1 milhões (2011)
Família: Semítica
 Ocidental
  Central
   Centro-meridional
    Árabe
     Árabe peninsular
      Árabe iemenita
Escrita: Alfabeto árabe
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---

O árabe iemenita é um conjunto de variantes de árabe falado no Iêmen[1][2], no sudoeste da Arábia Saudita, na Somália[3][4] e no Djibuti.[5] Usado para comunicações diárias, não possui status oficial, este reservado ao árabe moderno padrão para fins oficiais, educacionais, comerciais e midiáticos.

Pertencente ao ramo do árabe peninsular, é geralmente considerado um contínuo dialetal muito conservador, com muitos recursos clássicos não encontrados na maior parte do mundo de língua árabe. É uma variante influenciada pelas línguas himiarítica, semíticas meridionais orientais e árabe meridional antigo, e possui estrato significativo dessas línguas.[6]

As línguas semíticas meridionais não árabes nativos da região incluem vários idiomas modernos do sul da Arábia, como os idiomas mehri e socotri, que não são idiomas árabes, mas membros de um ramo independente da família semítica. Outra família semítica separada, uma vez falada na região, é o árabe meridional antigo; estes foram extintos no período pré-islâmico, com as possíveis exceções do razihi e do faifi. Algumas delas compartilham características reais com o árabe iemenita, devido à influência do árabe iemenita ou vice-versa.

A variante iemenita pode ser dividida em outros grupos principais de dialetos, cada qual com vocabulário próprio e fonologia distinta. Os quatro grupos mais importantes são o árabe sanani (no norte e no centro do Iémen) e o árabe hadhrami (no leste iemenita), onde ⟨ق⟩ é pronunciado [g] e ⟨ج⟩ é [d͡ʒ] ou [ɟ] (exceto no litoral de Hadramaute, onde ⟨ج⟩ é [j]), além do árabe taizzi-adeni (no sul iemenita) e do árabe tihami (no oeste iemenita), onde ⟨ق⟩ é [q] e ⟨ج⟩ é [g].

Referências

  1. «How to Reach your Audience with the Right Dialect of Arabic». Asian Absolute (em inglês). 19 de janeiro de 2016. Consultado em 22 de junho de 2020 
  2. «Arabic Language: Tracing its Roots, Development and Varied Dialects». Day Translations (em inglês). 16 de outubro de 2015. Consultado em 22 de junho de 2020 
  3. Dalby, Andrew (1999). Dictionary of Languages: The Definitive Reference to More Than 400 Languages. [S.l.]: Bloomsbury Pub Ltd. 25 páginas. ISBN 0231115687 
  4. Somalia | Ethnologue
  5. Ethnologue, "Languages of Djibouti"
  6. http://usir.salford.ac.uk/17631/1/WP%20%282011%29_watson.pdf
Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.vde
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Árabe iemenita
Listen to this article