Árabe levantino - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Árabe levantino.

Árabe levantino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Árabe levantino (شبه جزيرة 'العربية)
Falado em: Iraque, Irã, Síria
Total de falantes:
Família: Afro-asiática
 Semítica
  Central
   Árabe
    Árabe levantino
Escrita: Alfabeto árabe
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---

O árabe levantino (xenônimo: il-lahje š-šāmiyye, šāmi, em árabe: اللَّهْجَةُ الشَّامِيَّة, ʾal-lahǧatu š-šāmiyyah) é um conjunto de variantes da língua árabe relacionadas entre si pertencentes ao grupo do árabe oriental e falado no Levante do Mediterrâneo.[1][2]

Com inúmeros dialetos e mais de 30 milhões de falantes nativos em todo o mundo, é considerada uma das cinco principais variedades de árabe.[3][4][5] No quadro do status geral da diglossia no mundo árabe, o árabe levantino é usado para o uso diário da fala, enquanto a maioria dos documentos e mídias escritos e oficiais usa o árabe moderno padrão.

Dentre as principais regiões de ocorrência estão parte ocidental da Síria, Líbano, Territórios Palestinos e a parte ocidental da Jordânia.

Principais variantes

O árabe levantino está mais relacionado ao árabe da Mesopotâmia do Norte (de Mosul), ao árabe da Anatólia e ao árabe cipriota[6][7][8] e pode ser subdividido em dois ramos principais: árabe levantino setentrional e árabe levantino meridional.

Variantes do árabe levantino setentrional incluem:[9]

  • Árabe sírio: o dialeto de Damasco e o dialeto de Alepo são bem conhecidos..
  • Árabe libanês: Norte do Líbano, Sul do Líbano (Metuali, Shii), centro-norte do Líbano (Monte Líbano árabe), centro-sul do Líbano (Druso Árabe), Beqaa, Sunni Beiruti, Saida Sunni, Iqlim-Al-Kharrub Sunni, Jdaideh.

Variantes do Árabe levantino meridional incluem:[10]

Referências

  1. «How to Reach your Audience with the Right Dialect of Arabic». Asian Absolute (em inglês). 19 de janeiro de 2016. Consultado em 22 de junho de 2020 
  2. «Arabic Language: Tracing its Roots, Development and Varied Dialects». Day Translations (em inglês). 16 de outubro de 2015. Consultado em 22 de junho de 2020 
  3. «Arabic, a great language, has a low profile». The Economist (em inglês). 20 de outubro de 2018. Consultado em 22 de junho de 2020 
  4. Versteegh, Kees, The Arabic language, Edinburgh University Press, 2001, p.170
  5. Bassiouney, Reem, Arabic sociolinguistics, Edinburgh University Press, 2009, p.20
  6. Versteegh, Kees (2001). The Arabic Language. [S.l.]: Edinburgh University Press. p. 212. ISBN 0-7486-1436-2 
  7. Jastrow, Otto O. (2011). «Anatolian Arabic». Encyclopedia of Arabic Language and Linguistics. [S.l.: s.n.] ISBN 9789004177024 
  8. Borg, Alexander (2004). Handbook of Oriental Studies. Section 1 The Near and Middle East. [S.l.: s.n.] ISBN 978-90-04-13198-9 
  9. ethnologue:apc
  10. ethnologue:ajp
Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.vde
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Árabe levantino
Listen to this article