A canção é uma composição musical para a voz humana, escrita, normalmente sobre um texto, e acompanhada por instrumentos musicais.[1] As canções também são semelhantes das "cantigas" de amor, de amigo, de escárnio e maldizer. Algo muito comum na idade média, onde os cavaleiros se declaram para sua amada nos versos, colocando-a como uma figura idealizada, distante.[2]

Trio Musical executando uma canção acompanhados de um alaúde tocado por um dos cantores. Das Konzert, The Concert - (c. 1490, Lorenzo Costa).

É tipicamente interpretada para um único vocalista, mas também pode ser cantada por um dueto, trio ou mais vozes. O texto ou letra das canções são tradicionalmente versos de poesia, mas podem ser versos religiosos de livre prosa. As canções possuem amplas maneiras de divisão, dependendo dos critérios utilizados. Algumas divisões estão entre as músicas "artísticas", "canções de música popular" e "canção popular".[1]

Coloquialmente, embora incorretamente, a palavra canção é usada para se referir a qualquer composição musical, incluindo aqueles que não possuem canto.[3] Na música clássica europeia e na música em geral, o uso efetivo da palavra é considerado incorreto e "canção" só pode ser usado para descrever uma composição para a voz humana, salvo algumas exceções, como por exemplo as canções sem palavras do período romântico, que foram escritas por compositores como Mendelssohn e Piotr Ilitch Tchaikovski, não são para a voz humana, mas para um instrumento (normalmente piano) e ainda assim são consideradas canções.[1]

Oops something went wrong: