cover image

Igreja Católica

igreja cristã mais antiga e com maior número de adeptos / De Wikipedia, a enciclopédia livre

Igreja Católica, às vezes chamada de Igreja Católica Romana, é a maior igreja cristã, com aproximadamente 1,3 bilhão/mil milhões de católicos batizados em todo o mundo no ano de 2017. Como a maior e mais antiga instituição internacional do mundo em funcionamento contínuo[3] ela desempenhou um papel proeminente na história e no desenvolvimento da civilização ocidental.[4] A Igreja é chefiada pelo bispo de Roma, conhecido como papa. Sua administração central é a Santa Sé.

Quick facts: Igreja Católica Apostólica Romana ...
Igreja Católica Apostólica Romana
Igreja Católica
Vista da Basílica de São Pedro (esquerda), do Obelisco (centro) e do Palácio Apostólico (direita) na Praça de São Pedro, no Vaticano.
Orientação Católica
Fundador Jesus, segundo a tradição católica
Origem Século I, Terra Santa, Império Romano[1]
Sede   Vaticano
Líder espiritual Papa Francisco
Número de membros 1,313 bilhão (2017)[2]
Número de igrejas + 221 mil paróquias
Países em que atua No mundo inteiro, principalmente na América Latina, Europa Ocidental e Filipinas
Página oficial Santa Sé
Logo
Close

As crenças cristãs do catolicismo são baseadas no Credo Niceno. A Igreja Católica ensina que é a Igreja única, santa, católica e apostólica fundada por Jesus Cristo em sua Grande Comissão,[5][nota 1] que seus bispos são os sucessores dos apóstolos de Cristo e que o papa é o sucessor de São Pedro, a quem o primado foi conferido por Jesus. Ela afirma que pratica a fé cristã original, reservando a infalibilidade, transmitida pela tradição sagrada. A Igreja Latina, as vinte e três igrejas católicas orientais e institutos, como ordens mendicantes, ordens monásticas fechadas e terceiras ordens, refletem uma variedade de ênfases teológicas e espirituais na Igreja.[6]

Dos sete sacramentos, a Eucaristia é a principal, celebrada liturgicamente na Santa Missa.[7] A Igreja ensina que, através da consagração de um sacerdote, o pão e o vinho sacrificiais se tornam o corpo e o sangue de Cristo. A Virgem Maria é venerada na Igreja Católica como Mãe de Deus e Rainha do Céu, homenageada em dogmas e devoções.[8] Seus ensinamentos incluem a Divina Misericórdia, a santificação pela fé e a pregação do Evangelho, bem como a doutrina social católica, que enfatiza o apoio voluntário aos doentes, pobres e aflitos pelas obras corporais e espirituais de misericórdia. A Igreja Católica é o maior provedor não governamental de educação, saúde e caridade no mundo.[9]

A Igreja influenciou a filosofia, a cultura, a arte e a ciência ocidentais. Os católicos vivem em todo o mundo através de missões, diáspora e conversões. Desde o século XX, a maioria residiu no hemisfério sul devido à secularização na Europa e ao aumento da perseguição no Oriente Médio. A Igreja Católica compartilhou a comunhão com a Igreja Ortodoxa Oriental até o Grande Cisma em 1054, disputando particularmente a autoridade do papa. Antes do Concílio de Éfeso, em 431 d.C., a Igreja do Oriente também participava dessa comunhão, assim como as igrejas ortodoxas orientais antes do Concílio de Calcedônia, em 451 d.C., todas separadas principalmente por diferenças na cristologia. No século XVI, a Reforma levou ao protestantismo que também rompeu com os católicos. Desde o final do século XX, a Igreja Católica tem sido criticada por seus ensinamentos sobre sexualidade, sua ausência de sacerdotes mulheres e pela forma como trata os casos de abuso sexual de menores envolvendo clérigos.