Codex Sinopensis - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Codex Sinopensis.

Codex Sinopensis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Manuscritos do Novo Testamento
PapirosUnciaisMinúsculosLecionários
Uncial 023
Nome Sinopensis
Sinal O
Texto Evangelho de Mateus
Data século 6
Escrito grego
Agora está Biblioteca Nacional da França
Tamanho 30 x 25 cm
Tipo Texto-tipo Bizantino
Categoria V


Codex Sinopensis designado O ou 023 (Gregory-Aland), ε 19 (von Soden), é um manuscrito uncial grego dos Evangelho de Mateus, datado pela paleografia para o século 6.[1]

O Códex Petropolitanus Purpureus, junto com os manuscritos N, Φ, e Σ, pertence ao grupo do Unciais Purpúreo. O manuscrito é muito lacunose.

Descoberta

Contem 44 fólios dos Evangelho de Mateus (30 x 25 cm). Escrito em uma coluna por página, em 15 linhas por página.[1]

Conteúdos

Evangelho de Mateus 7,7-22; 11,5-12; 13,7-47; 13,54-14,4.13-20; 15,11-16,18; 17,2-24; 18,4-30; 19,3-10.17-25; 20,9--21,5; 21,12-22,7.15-14; 22,32-23,35; 24,3-12.

Texto

O texto grego desse codex é um representante do Texto-tipo Bizantino. Aland colocou-o entre a Categoria V.[1]

História

Comprada por um oficial francês em Sinope em 1899.[2] O seu texto foi publicado por Henri Omont em 1901.

Actualmente acha-se no Biblioteca Nacional da França (Supplement Grec 1286).[1]

Ver também

Referências

  1. a b c d Kurt Aland e Barbara Aland, The Text of the New Testament: An Introduction To The Critical Editions and to the Theory and Practice of Modern Textual Criticism, Grand Rapids, Michigan, 1995, p. 113.
  2. B.M.Metzger, and B. D. Ehrman, The Text of the New Testament: Its Transmission, Corruption, and Restoration, Oxford University Press, New York, Oxford 2005, p. 79.

Literatura

  • Henri Omont, Notice sur un très ancien manuscrit grec de l'évangile de saint Matthieu..., Notices et extraits des manuscrits de la bibliothèque nationale..., vol. 36 (Paris, 1901), pp. 599–676.
  • H. S. Cronin, Codex Chrysopurpureus Sinopensis, JTS II (1901), pp. 590–600.
  • C. R. Gregory, Textkritik des Neuen Testaments (Leipzig 1909), vol. 3, pp. 1022–1023.
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Codex Sinopensis
Listen to this article