Contemporânea (revista) - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Contemporânea (revista).

Contemporânea (revista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Contemporânea, nº1, Maio de 1922, sumário
Contemporânea, nº1, Maio de 1922, sumário
Copertina de José de Almada Negreiros, 1922
Copertina de José de Almada Negreiros, 1922

A Contemporânea foi uma revista publicada em Lisboa entre 1922 e 1926.[1]

Dirigida por José Pacheco (ou José Pacheko), que também assegurava a direção gráfica, sendo a direcção literária assegurada pelo redactor principal, Oliveira Mouta, foi apresentada em 1915 através de um número-espécime, mas só se tornou viável a partir de Maio de 1922 devido ao apoio do industrial e colecionador Agostinho Fernandes (1886-1972), que seria editor da revista.

Projetada tendo como público alvo as elites, "na Contemporânea cristalizou o modernismo de meados de 20 o seu gosto algo mundano, a sua tendência política de direita". Foram publicados um total de treze números e a revista tornou-se em ponto de apoio dos artistas mais «novos», que reproduziu profusamente. [2]

Entre os seus inúmeros colaboradores contaram-se Fernando Pessoa, Almada Negreiros, Mário de Sá Carneiro, Eduardo Viana, Diogo de Macedo, Mário Saa, Oliveira Mouta, António Ferro, Ernesto do Canto, António Botto, Raul Leal, Aquilino Ribeiro, António Soares, Mily Possoz, Stuart Carvalhais, Manuel Jardim, Jorge Barradas, Francisco Franco, Henrique Franco, Dordio Gomes, Amadeo de Souza-Cardoso (postumamente), Alfredo Pimenta, João Vaz, Fortunato Velez etc.[3][4][5]

Associada à revista ficou a escolha dos artistas que decoraram a Brasileira e o Bristol-Club, em Lisboa, bem como o II Salão de Outono, Sociedade Nacional de Belas Artes, 1926. [6]

O arquivo da revista Contemporânea pertence ao Centro Nacional de Cultura

Referências

  1. Sáez Delgado, Antonio (2017). César Rina Simón (Ed.). «Sobre la encrucijada ideológico-estética del modernismo y la vanguardia en la Península Ibérica: el caso de la revista Contemporânea» (PDF). Cáceres: Universidade da Estremadura. Procesos de nacionalización e identidades en la península ibérica: 363-372. ISBN 978-84-9127-004-1 
  2. França,José AugustoA Arte em Portugal no Século XX: 1911-1961 [1974]. Lisboa: Bertrand Editora, 1991, p. 107-109
  3. «Contemporânea N.º 2». Consultado em 9 de outubro de 2013 
  4. «Contemporânea N.º 4». Consultado em 9 de outubro de 2013 
  5. «Contemporânea N.º 6». Consultado em 9 de outubro de 2013 
  6. França,José Augusto – A Arte em Portugal no Século XX: 1911-1961 [1974]. Lisboa: Bertrand Editora, 1991, p. 107
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Contemporânea (revista)
Listen to this article