For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Conversações sobre Limites para Armas Estratégicas.

Conversações sobre Limites para Armas Estratégicas

Esta página cita fontes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico) (Outubro de 2021)
Gerald Ford assina o acordo com Leonid Brejnev, em 24 de Novembro de 1974
Gerald Ford assina o acordo com Leonid Brejnev, em 24 de Novembro de 1974

As Conversações sobre Limites para Armas Estratégicas foram duas rodadas de conferências bilaterais e tratados internacionais correspondentes envolvendo os Estados Unidos e a União Soviética. As superpotências da Guerra Fria lidaram com o controle de armas em duas rodadas de negociações e acordos: SALT I e SALT II.[1][2]

As negociações começaram em Helsinque, em novembro de 1969. SALT I levou ao Tratado de Mísseis Antibalísticos e a um acordo provisório entre os dois países.

Embora o SALT II tenha resultado em um acordo em 1979 em Viena, o Senado dos EUA optou por não ratificar o tratado em resposta à invasão soviética do Afeganistão, que ocorreu no final daquele ano. O Soviete Supremo também não o ratificou. O acordo expirou em 31 de dezembro de 1985 e não foi renovado, embora ambas as partes continuassem a respeitá-lo.

As negociações levaram ao (em inglês) St rategic A rms R eduction T reaties, que consistia no START I, 1991 completado acordo entre os Estados Unidos e a União Soviética, e START II, um acordo de 1993 entre os Estados Unidos e a Rússia, que nunca foi ratificado pelos Estados Unidos, os quais propuseram limites à capacidade de múltiplas ogivas e outras restrições ao número de armas nucleares de cada lado. Um sucessor do START I, o Novo START, foi proposto e finalmente ratificado em fevereiro de 2011.[3][4][5][6]

Ver também

Referências

  1. Formigoni, Guido (2006). Storia della politica internazionale nell'età contemporanea (in Italian). Il Mulino. p. 463. ISBN 9788815113900. OCLC 470821042
  2. Gaddis, John Lewis (2007). The Cold War: a new history. Penguin Books. p. 203. ISBN 978-1594200625
  3. Paterson, Thomas G (2009). American foreign relations: a history. Vol. 2 Vol. 2 (7 ed.). Wadsworth. p. 376. ISBN 9780547225692
  4. «Wayback Machine» (PDF). web.archive.org. 2 de maio de 2014. Consultado em 17 de junho de 2021 
  5. Smart, Ian (1970). "The Strategic Arms Limitation Talks". The World Today. 26 (7): 296–305. JSTOR 40394395
  6. «Strategic Arms Limitation Treaty I (1972) | Nuclear Arms Control Treaties». www.atomicarchive.com. Consultado em 17 de junho de 2021 

Referências Externas

Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.vde
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Conversações sobre Limites para Armas Estratégicas
Listen to this article

This browser is not supported by Wikiwand :(
Wikiwand requires a browser with modern capabilities in order to provide you with the best reading experience.
Please download and use one of the following browsers:

This article was just edited, click to reload
This article has been deleted on Wikipedia (Why?)

Back to homepage

Please click Add in the dialog above
Please click Allow in the top-left corner,
then click Install Now in the dialog
Please click Open in the download dialog,
then click Install
Please click the "Downloads" icon in the Safari toolbar, open the first download in the list,
then click Install
{{::$root.activation.text}}

Install Wikiwand

Install on Chrome Install on Firefox
Don't forget to rate us

Tell your friends about Wikiwand!

Gmail Facebook Twitter Link

Enjoying Wikiwand?

Tell your friends and spread the love:
Share on Gmail Share on Facebook Share on Twitter Share on Buffer

Our magic isn't perfect

You can help our automatic cover photo selection by reporting an unsuitable photo.

This photo is visually disturbing This photo is not a good choice

Thank you for helping!


Your input will affect cover photo selection, along with input from other users.