For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Eleições estaduais no Rio Grande do Norte em 1966.

Eleições estaduais no Rio Grande do Norte em 1966

1965 Brasil 1970
Eleições estaduais no  Rio Grande do Norte em 1966
15 de novembro de 1966
(Senador eleito)
Male portrait placeholder cropped.jpg
Replace this image male.png
Líder Duarte Filho Odilon Coutinho
Partido ARENA MDB
Natural de Mossoró, RN Santa Rita, PB
Votos 143.315 114.325
Porcentagem 55,63% 44,37%


Coat of arms of Brazil.svg

Senador do Rio Grande do Norte

Eleito(s)
Duarte Filho
ARENA

As eleições estaduais no Rio Grande do Norte em 1966 ocorreram em 15 de novembro conforme prescrevia o Ato Institucional Número Três em 22 estados e nos territórios federais do Amapá, Rondônia e Roraima.[nota 2] A ausência de eleições para governador e vice-governador se explica devido a eleição direta havida em 1965 na qual Walfredo Gurgel e Clóvis Motta chegaram ao Palácio Potengi. Foram eleitos então o senador Duarte Filho, além de sete deputados federais e quarenta deputados estaduais num pleito onde a votação da ARENA beirou a unanimidade devido ao fato que abrigava os rivais Aluizio Alves e Dinarte Mariz.[1][2][3]

O vitorioso na eleição para senador foi o médico Duarte Filho. Natural de Mossoró e formado na Universidade Federal do Rio de Janeiro, ele é especialista em Urologia e Cirurgia Geral. Trabalhou na Rede Ferroviária do Nordeste, Polícia Militar do Rio Grande do Norte, no Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Empregados em Transportes e Cargas (IAPETEC), Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Comerciários (IAPC) e Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários (IAPI). Embora tenha disputado outras eleições e militado na UDN e no PDC, foi na ARENA que atingiu o ápice de sua vida política, iniciada em 1935 como prefeito de Mossoró.[4]

Com sua morte a vaga senatorial foi destinada ao empresário Luís de Gonzaga Barros. Nascido em Natal, ele foi presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio Grande do Norte, delegado do Conselho Regional do Serviço Social do Comércio e delegado potiguar no conselho de representantes da Confederação Nacional do Comércio desde 1954. Filiado à UDN, elegeu-se vereador em Natal em 1954 e deputado estadual em 1958 e 1962, ingressando depois na ARENA onde foi eleito primeiro suplente do senador Duarte Filho, sendo efetivado após a morte do titular em 1973.[5]

Além de eleger o senador, a ARENA conseguiu todas as vagas potiguares na Câmara dos Deputados passando a impressão de unidade no seio governista, todavia a cassação de Aluizio Alves em 1969 pelo Ato Institucional Número Cinco levou seus seguidores rumo ao MDB e, eventualmente, se aliarem de modo informal aos rivais de Dinarte Mariz na ARENA.[3] Quanto às cadeiras abertas no Poder Legislativo estadual, a oposição somou apenas três dos quarenta deputados.

Resultado da eleição para senador

Os números a seguir têm por fonte os arquivos do Tribunal Superior Eleitoral e do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.[1][nota 3]

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Duarte Filho[nota 4]
ARENA
Luís de Gonzaga Barros
ARENA
-
ARENA (sem coligação)
143.315
55,63%
Odilon Coutinho
MDB
Gerôncio dos Santos Queiroz
MDB
-
MDB (sem coligação)
114.325
44,37%
  Eleito

Deputados federais eleitos

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[6][7]

Representação eleita

  ARENA: 7
Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Aluizio Alves[nota 5] ARENA 59.985 20,79% Angicos  Rio Grande do Norte
Vingt Rosado ARENA 29.490 10,22% Mossoró  Rio Grande do Norte
Jessé Freire ARENA 26.456 9,17% Macaíba  Rio Grande do Norte
Djalma Marinho ARENA 22.546 7,81% São José do Campestre  Rio Grande do Norte
Teodorico Bezerra ARENA 21.826 7,56% Santa Cruz  Rio Grande do Norte
Aluísio Bezerra[nota 6] ARENA 18.260 6,33% Santa Cruz  Rio Grande do Norte
Grimaldi Ribeiro ARENA 14.741 5,11% Natal  Rio Grande do Norte

Deputados estaduais eleitos

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte recebeu trinta e sete representantes da ARENA e três do MDB, totalizando quarenta parlamentares.[1]

Representação eleita

  ARENA: 37
  MDB: 3
Fonteː[1]
Deputados estaduais eleitos por ordem alfabética Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Aderson Dutra de Almeida ARENA 4.475 1,73% Patu  Rio Grande do Norte
Antônio Ferreira de Melo ARENA 5.894 2,28% São Gonçalo do Amarante  Rio Grande do Norte
Antonio Rodrigues de Carvalho ARENA 6.113 2,37% Mossoró  Rio Grande do Norte
Antônio Severiano da Câmara Filho ARENA 4.347 1,68% João Câmara  Rio Grande do Norte
Asclepíades Fernandes e Silva ARENA 4.778 1,85% Santana do Matos  Rio Grande do Norte
Benvenuto Pereira de Araújo Neto ARENA 4.352 1,68% São José de Mipibu  Rio Grande do Norte
Boanerges de Azevedo Barbalho ARENA 4.530 1,75% Santo Antônio  Rio Grande do Norte
Carlindo de Souza Dantas ARENA 6.539 2,53% Caicó  Rio Grande do Norte
César Augusto Regalado de Alencar ARENA 7.412 2,87% Alexandria  Rio Grande do Norte
Dary de Assis Dantas ARENA 3.836 1,48% Serra Negra do Norte  Rio Grande do Norte
Edgard Borges Montenegro ARENA 5.032 1,95% Assu  Rio Grande do Norte
Francisco Assunção de Macedo ARENA 4.740 1,83% Sítio Novo  Rio Grande do Norte
Francisco Diniz Câmara ARENA 4.005 1,55% Macau  Rio Grande do Norte
Francisco Seráfico Dantas ARENA 7.975 3,09% Lajes Pintadas  Rio Grande do Norte
Garibaldi Alves ARENA 6.539 2,53% Angicos  Rio Grande do Norte
Geraldo dos Santos Queiroz MDB 3.087 1,19% Jucurutu  Rio Grande do Norte
Jocelyn Villar de Melo ARENA 4.792 1,85% Natal  Rio Grande do Norte
José da Silveira Pinto ARENA 3.955 1,53% Rio do Fogo  Rio Grande do Norte
José Fernandes de Melo ARENA 4.206 1,63% Currais Novos  Rio Grande do Norte
José Josias Fernandes ARENA 4.625 1,79% São Fernando  Rio Grande do Norte
José Marcílio Furtado ARENA 5.114 1,98% Touros  Rio Grande do Norte
Luiz Antônio Vidal ARENA 5.052 1,96% Santo Antônio  Rio Grande do Norte
Magnus Kelly de Miranda Rocha ARENA 5.903 2,29% Extremoz  Rio Grande do Norte
Manoel Leão Filho ARENA 5.644 2,19% Angicos  Rio Grande do Norte
Manoel Veras Saldanha ARENA 3.810 1,47% Campo Grande  Rio Grande do Norte
Milton Aranha Marinho ARENA 4.218 1,63% Caicó  Rio Grande do Norte
Moacir Torres Duarte ARENA 5.720 2,22% Natal  Rio Grande do Norte
Mônica Nóbrega Dantas ARENA 4.690 1,82% Macaíba  Rio Grande do Norte
Olavo Lacerda Montenegro ARENA 5.777 2,24% Assu  Rio Grande do Norte
Onésio Fernandes Maia ARENA 5.207 2,02% Caraúbas  Rio Grande do Norte
Osny Valmir de Freitas Targino ARENA 4.031 1,56% Baraúna  Rio Grande do Norte
Paulo Diógenes Pessoa ARENA 3.963 1,53% São Miguel  Rio Grande do Norte
Paulo Gonçalves de Medeiros ARENA 5.171 2,00% Natal  Rio Grande do Norte
Pedro de Lucena Dias MDB 4.687 1,81% Pirpirituba  Paraíba
Radir Pereira de Araújo ARENA 4.290 1,66% Currais Novos  Rio Grande do Norte
Raimundo Abrantes Ferreira ARENA 4.465 1,73% Parelhas  Rio Grande do Norte
Radir Pereira de Araújo ARENA 3.759 1,45% Currais Novos  Rio Grande do Norte
Roberto Brandão Furtado MDB 2.013 0,78% Natal  Rio Grande do Norte
Tertius César Pires de Lima Rabelo ARENA 3.596 1,39% Parnaíba  Piauí
Ulisses Bezerra Potiguar ARENA 5.169 2,00% Alexandria  Rio Grande do Norte

Notas

  1. Renunciou ao mandato em dezembro de 1966 para assumir a presidência do Instituto Nacional do Desenvolvimento Agrário (INDA), sendo efetivado José Bezerra de Araújo.
  2. Nos referidos territórios o pleito serviu apenas para a escolha de deputados federais, não havendo eleições no Distrito Federal e no Território Federal de Fernando de Noronha.
  3. Após a promulgação da Emenda Constitucional Número Um, a Constituição de 1967 dizia (Art. 43 § 2º) que cada senador seria eleito com o seu suplente.
  4. Falecido no exercício do mandato, foi sucedido pelo suplente eleito na mesma chapa.
  5. Teve o mandato cassado pelo Ato Institucional Número Cinco, que em seu Art. 4º § único proibia a convocação do suplente.
  6. Renunciou ao mandato em 13 de abril de 1970 para assumir uma cadeira no Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte e assim a cadeira parlamentar em aberto foi entregue a Álvaro Mota.

Referências

  1. a b c d «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  2. «BRASIL. Presidência da República: Ato Institucional Número Três». Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  3. a b «Acervo digital de Veja». Consultado em 9 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 19 de novembro de 2013 
  4. «Senado Federal do Brasil: senador Duarte Filho». Consultado em 8 de agosto de 2017 
  5. «Senado Federal do Brasil: senador Luís de Barros». Consultado em 8 de agosto de 2017 
  6. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 9 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  7. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 9 de fevereiro de 2015 
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Eleições estaduais no Rio Grande do Norte em 1966
Listen to this article

This browser is not supported by Wikiwand :(
Wikiwand requires a browser with modern capabilities in order to provide you with the best reading experience.
Please download and use one of the following browsers:

This article was just edited, click to reload
This article has been deleted on Wikipedia (Why?)

Back to homepage

Please click Add in the dialog above
Please click Allow in the top-left corner,
then click Install Now in the dialog
Please click Open in the download dialog,
then click Install
Please click the "Downloads" icon in the Safari toolbar, open the first download in the list,
then click Install
{{::$root.activation.text}}

Install Wikiwand

Install on Chrome Install on Firefox
Don't forget to rate us

Tell your friends about Wikiwand!

Gmail Facebook Twitter Link

Enjoying Wikiwand?

Tell your friends and spread the love:
Share on Gmail Share on Facebook Share on Twitter Share on Buffer

Our magic isn't perfect

You can help our automatic cover photo selection by reporting an unsuitable photo.

This photo is visually disturbing This photo is not a good choice

Thank you for helping!


Your input will affect cover photo selection, along with input from other users.