Fat Man

2ª bomba atômica usada em guerra / De Wikipedia, a enciclopédia livre

Fat Man (em português, "Homem Gordo") é código da bomba atómica lançada sobre Nagasaki, Japão, pelos Estados Unidos, em 9 de agosto de 1945. Foi a segunda das duas bombas atómicas utilizadas em guerras. O nome refere-se mais genericamente ao primeiro design de bombas norte-americanas baseadas no tipo "Fat Man".

Implosion_Nuclear_weapon_tag.svg
esquema da estrutura interna do Fat Man, mostrando os explosivos rápidos (1); explosivos lentos (2); o impulsor, parte oca entre os explosivos e o plutônio (3); o núcleo de plutônio (5); e a área de iniciação por nêutrons (4).
Quick facts: Fat Man, História operacional, Histórico de p...
Fat Man
Fat_man.jpg
A bomba Fat Man após ser construída, antes de ser lançada em Nagasaki
Tipo Arma nuclear
Local de origem Flag_of_the_United_States.svg Estados Unidos
História operacional
Em serviço 9 de agosto de 1945
Utilizadores Flag_of_the_United_States.svg Estados Unidos
Guerras Segunda Guerra Mundial
Histórico de produção
Quantidade
produzida
1
Especificações
Peso 4,545 ton
Comprimento 2,34 m
Diâmetro 1,52 m
Carga explosiva plutónio-239
Peso da carga
explosiva
6,4kg
Poder explosivo 21 quilotons de TNT
Close

O artefato de 2,34 metros de comprimento, 1,52 metro de diâmetro e 4 545 kg foi detonada a uma altitude de cerca de 550 metros sobre a cidade de Nagasaki após ter sido lançada do bombardeiro B-29 nomeado Bockscar, pilotado pelo Major Charles Sweeney. A bomba tinha uma potência de 21 kilotons, 8,4×1013 joule = 84 TJ. O curioso é que, tendo uma potência praticamente duas vezes maior que a da bomba conhecida como "Little Boy", lançada em Hiroshima três dias antes, os danos foram menores e menos extensivos que os do ataque anterior, pois as condições climáticas de Nagasaki no dia estavam desfavoráveis, fazendo com que a Fat Man não atingisse o alvo com precisão, caindo em um vale ao lado da cidade. Como o terreno de Nagasaki é montanhoso, parte da energia da explosão foi contida. Ainda assim, cerca de 40 mil pessoas foram mortas e mais de 25 mil ficaram feridas. Milhares morreram nos anos posteriores ao ataque devido a cânceres e doenças causadas pela radiação.