Gerardus Sizoo - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Gerardus Sizoo.

Gerardus Sizoo

Gerardus Sizoo
Nascimento 8 de novembro de 1900
Woerden
Morte 4 de janeiro de 1994
Residência Países Baixos
Cidadania Reino dos Países Baixos
Alma mater
Ocupação físico, professor universitário
Empregador Universidade Livre de Amsterdã, Universidade Livre de Amsterdã

Gerardus Johannes Sizoo (8 de novembro de 19004 de janeiro de 1994) foi um físico neerlandês, o primeiro professor de física da Universidade Livre de Amsterdã. É notável pelo estabelecimento e desenvolvimento do Laboratório de Física Aplicada em 1930 pelo estabelecimento da Faculdade de Matemática e Física da Universidade Livre de Amsterdã.

Formação

Suas pesquisas de doutorado exploraram o fenômeno da supercondutividade na Universidade de Leiden, seguindo a liderança de Heike Kamerlingh Onnes e Wander Johannes de Haas. Completou o doutorado em 1926, com a tese Onderzoekingen over den suprageleidenden toestand van metalen,[1] orientado por Wander Johannes de Haas.

Carreira

Já em 1929 foi decidido que Sizoo atuaria como professor na recém-criada Faculdade de Matemática e Física. Apesar da pouca idade, foi o único candidato que atendeu aos requisitos científicos, as crenças corretas e concordou com a tarefa. Sizoo promoveu o campo emergente da radioatividade, em parte porque não havia outros laboratórios na Holanda explorando esta área em profundidade. Sua própria pesquisa se concentrou em substâncias radioativas naturais .

Sizoo enfrentou uma difícil relação entre a religião reformada e a ciência, na década de 1930, escrevendo diversas publicações sobre esse relacionamento. Em 1943 a Universidade Livre de Amsterdã fechou suas portas, e o trabalho científico na época seguinte foi muito mais difícil, apesar dos esforços de Sizoo para manter o equipamento de laboratório longe das mãos dos ocupantes alemães.

Pouco depois de 1945 Sizoo foi um dos iniciadores da criação da Stichting voor Fundamenteel Onderzoek der Materie (Fundação para a Pesquisa Fundamental da Matéria). Além disso, ocupou vários cargos em institutos e comitês científicos. Em 1965, aos 65 anos de idade, Sizoo tornou-se professor emérito e continuou escrevendo sobre física, a relação entre fé e ciência e a importância da ciência para a fundação cristã da Universidade Livre de Amsterdã.

Referências

  • Ab Flipse, Hier leert de natuur ons zelf den weg: Een geschiedenis van Natuurkunde en Sterrenkunde aan de VU, Uitgeverij Meinema, Zoetermeer, 2005, ISBN 90-211-4084-5
  • Ab Flipse, Natuurkunde en geloof: Gerardus Johannes Sizoo en de VU, In de Marge, Vol. 15, No. 4, pp. 40–46 (2006).
  • Abraham C. Flipse, 'Against the Science-Religion Conflict: the Genesis of a Calvinist Science Faculty in the Netherlands in the Early Twentieth Century', Annals of Science, Vol. 65, No. 3, pp. 363–391 (2008).

Ligações externas

{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Gerardus Sizoo
Listen to this article