Igreja de Nossa Senhora dos Milagres (Vila do Corvo) - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Igreja de Nossa Senhora dos Milagres (Vila do Corvo).

Igreja de Nossa Senhora dos Milagres (Vila do Corvo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Igreja de Nossa Senhora dos Milagres localiza-se na Vila do Corvo, na ilha do Corvo, nos Açores.

História

O primeiro templo erguido na ilha constitui-se em uma simples ermida, de pequenas dimensões, sob a invocação de Nossa Senhora do Rosário, localizada junto ao mar. Aqui cumpriam os corvinos o seu preceito Pascal, para o que para aqui se deslocava, anualmente, pela altura da Quaresma, um clérigo da vizinha ilha das Flores.[1]

Foi destruída durante a incursão de piratas da Barbária à ilha em 1632, a partir de quando a imagem da Senhora passou a ser referida como Senhora dos Milagres.

Em 1674 o lugar do Corvo foi elevado a paróquia. Nessa ocasião cuidou-se de erguer a igreja paroquial, dedicando-a a Nossa Senhora dos Milagres e dotando-a com um vigário, um cura e tesoureiro.[2]

O templo foi reedificado em 1795, com as dimensões de 26 metros de comprimento por 7 de largura.[3]

Foi consumido por um violento incêndio em 1932, no qual se perderam riquíssimas alfaias. Salvou-se, entretanto, a Imagem de Nossa Senhora dos Milagres, que a tradição refere ter sido encontrada no mar.[4] O templo foi restaurado em seguida.

Atualmente constitui-se em conjunto edificado protegido pela Resolução n.º 69/97, de 10 de Abril, do Governo Regional dos Açores e integra o "Inventário do Património Histórico e Religioso da ilha do Corvo".

A festa da padroeira é celebrada, anualmente, a 15 de agosto, e atrai centenas de pessoas da ilha vizinha.

Características

O templo, erguido em alvenaria de pedra rebocada e pintada de branco, à excepção do soco, dos cunhais, da cornija e das molduras dos vãos, pintados de cor cinzenta. Na fachada principal, de frontaria simples, destaca-se um portal axial encimado por uma moldura. No interior desta existe uma placa de pedra com a data de "1795", data da primeira construção, ladeada por duas janelas. É rematada por um frontão encimado por uma cruz em pedra. A cobertura apresenta-se com duas águas e coberta por telha de meia-cana de produção industrial.

Ainda no exterior, pelo lado direito ergue-se a torre sineira, de planta rectangular. Nela se rasgam os vãos do campanário em arco de volta perfeita, e é encimada por um coruchéu facetado com pináculos sobre os cunhais.

Internamente apresenta uma única nave, dotada de sacristia e de um baptistério localizado do lado da epístola. O púlpito encontra-se localizado do lado do Evangelho.

Ao fundo da nave encontram-se dois altares, um sob a invocação de Nossa Senhora do Carmo (do lado do Evangelho) e outro do Sagrado Coração de Jesus (do lado da Epístola).

A imagem da padroeira é Nossa Senhora dos Milagres, de origem flamenga, e remonta ao século XVI. De acordo com a lenda local, a pequena imagem foi encontrada no mar. Destaca-se pelo seu talhe e pelos magníficos adornos com que foi dotada ao longo dos séculos: coroa e rosário de ouro, capas e mantos de seda recamados de ouro.

Referências

  1. COSTA, 1955-56:52.
  2. COSTA, 1955-56:52.
  3. COSTA, 1955-56:52.
  4. COSTA, 1955-56:52.

Bibliografia

Ver também

{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Igreja de Nossa Senhora dos Milagres (Vila do Corvo)
Listen to this article