João Belchior Marques Goulart, conhecido popularmente como Jango (São Borja, 1 de março de 1919[nota 1]Mercedes, 6 de dezembro de 1976),[3] foi um advogado e político brasileiro, 24.° presidente do Brasil, de 1961 a 1964. Antes disso, também foi o 14.º vice-presidente do Brasil, de 1956 a 1961, durante os governos dos presidentes Juscelino Kubitschek e Jânio Quadros. Jango foi eleito vice-presidente com mais votos que o próprio presidente JK.[4]

Quick facts: João Goulart, 24.º Presidente do Brasil, 14.º...
João Goulart
João Goulart
24.º Presidente do Brasil
Período 8 de setembro de 1961
a 2 de abril de 1964
Primeiro-Ministro Tancredo Neves (1961–62)
Brochado da Rocha (1962)
Hermes Lima (1962–63)
Antecessor(a) Ranieri Mazzilli
Sucessor(a) Ranieri Mazzilli
14.º Vice-Presidente do Brasil
Período 31 de janeiro de 1956
a 25 de agosto de 1961
Presidente Juscelino Kubitschek (1956–61)
Jânio Quadros (1961)
Antecessor(a) Café Filho
Sucessor(a) José Maria Alkmin
Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul
Período 23 de fevereiro de 1954
a 3 de fevereiro de 1955
Período 23 de março de 1952
a 18 de junho de 1953
Período 11 de março de 1951
a 25 de março de 1951
15.º Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio do Brasil
Período 18 de junho de 1953
a 23 de fevereiro de 1954
Presidente Getúlio Vargas
Antecessor(a) José de Segadas Viana
Sucessor(a) Hugo de Araújo Faria
Presidente Nacional do PTB
Período 20 de maio de 1952
a 19 de maio de 1965
Antecessor(a) Dinarte Dornelles
Sucessor(a) Lutero Vargas
Secretário de Estado do Interior e Justiça do Rio Grande do Sul
Período 31 de janeiro de 1951
a 23 de março de 1952
Governador(a) Ernesto Dornelles
Antecessor(a) Oscar Carneiro da Fontoura
Sucessor(a) Egídio Michaelsen
Deputado Estadual do Rio Grande do Sul
Período 10 de março de 1947
a 31 de janeiro de 1951
Dados pessoais
Nome completo João Belchior Marques Goulart
Nascimento 1 de março de 1919
São Borja, Rio Grande do Sul, Brasil
Morte 6 de dezembro de 1976 (57 anos)
Mercedes, Corrientes, Argentina
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Cônjuge Maria Thereza Goulart (c. 1955; (m. 1976)
Filhos João Vicente (n. 1956)
Denise[1] (n. 1957)
Noé da Silveira[1]
Parentesco Neusinha Brizola (sobrinha)
Partido PTB (1945-1965)
Profissão advogado
Assinatura
Close

A família de Goulart era de ascendência açoriana,[5] sendo ele filho de Vicente Goulart,[6][lower-alpha 1] estancieiro do Rio Grande do Sul que tinha grande influência na região - o que ajudou Jango a entrar para a política. Formou-se em Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1939.[7] Foi deposto pelo Golpe Militar de 1964, liderado pelo alto escalão do Exército.

As Reformas de Base propostas por Jango, mas não implementadas, moldaram o Estado brasileiro depois da redemocratização, inspirando a Constituição brasileira de 1988.[8]