Kareem Abdul-Jabbar - em árabe, كريم عبد الجبار -, nascido Ferdinand Lewis "Lew" Alcindor Jr. (Nova Iorque, 16 de abril de 1947), é um ex-basquetebolista que atuava como pivô, amplamente considerado como um dos maiores jogadores da história do basquete americano.[1]

Quick facts: Informações pessoais, Nome completo, Data de ...
Kareem Abdul-Jabbar
كريم عبد الجبار
Kareem em 2014.

Kareem em 2014.
Informações pessoais
Nome completo Ferdinand Lewis Alcindor Jr. (nome de batismo)
Data de nasc. 16 de abril de 1947 (75 anos)
Local de nasc. Harlem, Nova Iorque, Estados Unidos
Altura 2,19 m (7 ft 2 in)
Informações no clube
Clube atual Aposentado
Posição Pivô
Clubes de juventude
1966–1969 UCLA
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1969–1975
1975–1989
1969–1989
Milwaukee Bucks
Los Angeles Lakers
Total
00467 0(14.211)
01.093 0(24.176)
01.560 0(38.387)
Close

Durante sua carreira como jogador, Abdul-Jabbar foi seis vezes MVP da NBA, um recorde de 19 seleções para o All-Star Game. Em 1996, ele foi homenageado como um dos 50 Maiores Jogadores da História da NBA. O técnico, Pat Riley, e os jogadores Isiah Thomas e Julius Erving o chamaram de "o melhor jogador de basquete de todos os tempos."

Depois de vencer 71 jogos consecutivos de basquete em sua equipe do ensino médio na cidade de Nova York, Alcindor foi recrutado por Jerry Norman, o assistente técnico da UCLA,[2] onde jogou pelo treinador John Wooden[3] e foi tri-campeão nacional consecutiva e foi MVP três vezes do Torneio da NCAA.

Selecionado pelo Milwaukee Bucks com a primeira escolha geral no Draft da NBA de 1969, Alcindor passou seis temporadas em Milwaukee. Depois de liderar os Bucks ao seu primeiro título da NBA aos 24 anos em 1971, ele adotou o nome muçulmano Kareem Abdul-Jabbar. Usando sua marca registrada "skyhook", ele se estabeleceu como um dos artilheiros da liga. Em 1975, ele foi negociado com os Lakers, com quem jogou nas 14 últimas temporadas de sua carreira e venceu mais cinco títulos da NBA. As contribuições de Abdul-Jabbar foram um componente-chave na era "Showtime" do basquete dos Lakers. Ao longo de sua carreira de 20 anos na NBA, suas equipes conseguiram ir para os playoffs 18 vezes e chegaram às finais da NBA em 10 ocasiões.

No momento de sua aposentadoria aos 42 anos, em 1989, Abdul-Jabbar era o líder de todos os tempos da NBA em pontos marcados (38.387), jogos disputados (1.560), minutos jogados (57.446), mais cestas (15.837), mais cestas tentadas (28.307), arremessos bloqueados (3.189), rebotes defensivos (9.394), vitórias (1.074) e faltas (4.657). Ele continua sendo o líder de todos os tempos em pontos marcados, cestas e vitórias na carreira. Ele está em terceiro lugar em todos os tempos em rebotes e bloqueios.

Em 2007, a ESPN o elegeu como o maior Pivô de todos os tempos.[4] Em 2008, o nomeou como o "melhor jogador da história do basquete universitário"[5] e em 2016 o nomeou o segundo melhor jogador da história da NBA (atrás de Michael Jordan).[6]

Abdul-Jabbar também foi ator, treinador de basquete e autor de best-sellers.[7] Em 2012, ele foi selecionado pela secretária de Estado, Hillary Clinton, para ser um embaixador cultural global dos EUA.[8] Em 2016, o presidente Barack Obama concedeu a ele a Medalha Presidencial da Liberdade.[9]

Oops something went wrong: