Leilão holandês - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Leilão holandês.

Leilão holandês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Um leilão holandês realizado em 1957 na Alemanha, para venda de fruta.
Um leilão holandês realizado em 1957 na Alemanha, para venda de fruta.
Três relógios de leilão na FloraHolland em Bleiswijk.
Três relógios de leilão na FloraHolland em Bleiswijk.
Filme que mostra o sistema de leilão holandês (1937, Beverwijk).
Filme que mostra o sistema de leilão holandês (1937, Beverwijk).

Um leilão holandês ou antileilão é um tipo de leilão no qual o leiloeiro começa com um preço alto, que vai baixando aos poucos até que algum licitador esteja disposto a pagar o montante atingido, ou que se chegue ao preço de reserva, que é o preço mínimo aceite para essa venda. O licitador paga pelo bem o último preço anunciado.

Este tipo de leilão é conveniente quando é importante vender os bens rapidamente, como é o caso de bens perecíveis como alimentos ou flores. Teoricamente, a estratégia e resultados do leilão holandês será igual ao de um leilão tradicional, mas é geralmente considerado que o leilão holandês acaba com preços mais baixos que o leilão tradicional. Mesmo assim, são uma alternativa competitiva com o leiloamento tradicional.[1]

O maior exponente deste tipo de fixação de preços é dos mercados leiloeiros da infústria de flores dos Países Baixos, onde o esquema é designado como "leilão chinês" ou Afmijnen, que significa dar por meu, pois quando o preço convence o licitador este diz "Meu!" (mijnen).

Bibliografia

  • Carare, O.; Rothkopf, M.H. (2005). «Slow Dutch auctions». Management Science. 51 (3): 365–373. doi:10.1287/mnsc.1040.0328 
  • Katok, E.; Kwasnica, A.M. (2008). «Time is money: The effect of clock speed on seller's revenue in Dutch auctions». Experimental Economics. 11 (4): 344–357. CiteSeerX 10.1.1.579.507Acessível livremente. doi:10.1007/s10683-007-9169-x  Parâmetro desconhecido |citeseerx= ignorado (ajuda)
  • Adam, M. T. P.; Krämer, J.; Weinhardt, C. (2012). «Excitement up! Price down! Measuring emotions in Dutch auctions». International Journal of Electronic Commerce. 11 (4): 7–39. doi:10.2753/JEC1086-4415170201 

Ver também

  • Leilão chinês

Referências

  1. epiqtech.com. «Dutch Auction Software with Epiq Tech». Consultado em 13 de março de 2019 
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Leilão holandês
Listen to this article