Métodos de detecção de exoplanetas - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Métodos de detecção de exoplanetas.

Métodos de detecção de exoplanetas

Qualquer planeta é uma fonte de luz extremamente tênue em comparação com sua estrela hospedeira. Por exemplo, uma estrela como o Sol é cerca de um bilhão de vezes mais brilhante que a luz refletida de qualquer exoplaneta. Além da dificuldade sumária de detectar uma fonte de luz tão tênue, o brilho da estrela hospedeira ofusca a luz emitido pelo planeta e dificulta ainda mais essa tarefa. Por essas razões, muito pouco dos planetas extrassolares conhecidos até abril de 2014 foram observados diretamente.[1]

Por isso, os astrônomos geralmente tiveram que recorrer a métodos indiretos para detectar planetas extrassolares. Até o ano de 2016, vários métodos indiretos diferentes obtiveram sucesso nessa empreitada.

Métodos de detecção estabelecidos

Os seguintes métodos têm sido usados com sucesso para descobrir um novo planeta ou detectar um planeta já descoberto.

Velocidade radial

Trânsito

Modulação orbital do brilho

Variações temporais

Lentes gravitacionais

Detecção visual direta

Polarimetria

Astrometria

Referências

  1. The Extrasolar Planets Encyclopedia (21 de fevereiro de 2014). «Interactive Extra-solar Planets Catalog». Consultado em 8 de novembro de 2016 
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Métodos de detecção de exoplanetas
Listen to this article