Maurren Higa Maggi (São Carlos, 25 de junho de 1976) é uma ex-atleta,[1] saltadora, velocista e política brasileira filiada ao Republicanos.[2] Tornou-se o maior nome da história do atletismo feminino do Brasil ao ganhar a medalha de ouro no salto em distância dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, saltando 7,04 metros.[3]

Quick facts: Maurren Maggi, campeã olímpica, Atletismo, Me...
Maurren Maggi
campeã olímpica
Maurren Maggi
Maggi em 2021
Atletismo
Nome completo Maurren Higa Maggi
Modalidade salto em distância
100 m c/ barreiras
Nascimento 25 de junho de 1976 (46 anos)
São Carlos, SP
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 62 kg • Altura: 1,73 m
Medalhas
Jogos Olímpicos
OuroPequim 2008salto em distância
Campeonatos Mundiais  Indoor
PrataValência 2008salto em distância
BronzeBirmingham 2003salto em distância
Jogos Pan-Americanos
OuroGuadalajara 2011salto em distância
OuroRio 2007salto em distância
OuroWinnipeg 1999salto em distância
PrataWinnipeg 1999100 m c/ barreiras
Universíada
OuroPequim 2001salto em distância
PrataPequim 2001100 m c/ barreiras
PrataPequim 20014 x 100 metros rasos
BronzeMallorca 1999salto em distância
Close
Quick facts: Maurren Maggi, Dados pessoais...
Maurren Maggi
Dados pessoais
Nome completo Maurren Higa Maggi
Nascimento 25 de junho de 1976 (46 anos)
São Carlos, São Paulo
Nacionalidade Brasil
Partido PTB (2011-2018)
PSB (2018-2019)
DEM (2019-2022)
UNIÃO (2022)
Republicanos (2022-presente)
Profissão atleta
Close

Com uma carreira profissional de quase vinte anos no esporte, na qual chegou a ser suspensa por dois anos pelo uso de doping pela Federação Internacional de Atletismo, mesmo após a comprovação da falta de intenção da atleta no uso da substância proibida pelas regras internacionais e sua absolvição por unanimidade nos tribunais esportivos brasileiros,[4] ela é a recordista brasileira e sul-americana do salto em distância – 7,26 m – e tricampeã pan-americana em Winnipeg 1999, Rio 2007 e Guadalajara 2011 na mesma prova. É também recordista sul-americana da prova dos 100 metros com barreiras, com a marca de 12s71, obtida em 2001, e já foi recordista sul-americana do salto triplo, com 14,53 m, marca obtida em 2003.[3]

Foi por duas vezes na carreira a nº 1 do ranking mundial do salto em distância feminino, em 1999[5] e 2003,[6] e a nona melhor atleta da história da modalidade, em 1999, à época do seu salto de 7,26 m.[7] Também por duas vezes recebeu o prêmio Atleta do Ano concedido pelo Comitê Olímpico Brasileiro.[8] Em abril de 2015, anunciou sua intenção de encerrar sua carreira ao fim deste ano, tornando-se comentarista profissional de atletismo na televisão.

Oops something went wrong: