cover image

Piano,[1] apócope derivado do italiano pianoforte,[2] é um instrumento musical de cordas percussivas, segundo o sistema de classificação de Hornbostel-Sachs.[3]

Quick facts: Piano, Informações, Extensão, Instrumentos re...
Piano
Piano
Informações
Classificação Hornbostel-Sachs 314.122-4-8
(cordofone simples com teclado com ação por martelos)
Extensão
Instrumentos relacionados
Clavicórdio
Cravo
Espineta
Órgão eletrônico
Pianola
Saltério (instrumento musical)
Virginal
Close

Para a produção do som, cada tecla (peça de madeira), ao ser percutida, aciona um único martelo (peça de madeira recoberta por material macio, geralmente o feltro) que, então, toca nas cordas esticadas e presas numa estrutura rígida de madeira ou de metal. As cordas percutidas vibram e produzem o som, que é amplificado pela grande caixa de ressonância. O piano, o clavicórdio e o cravo, embora sejam instrumentos de cordas percutidas, diferem quanto ao mecanismo de produção de som. Em um cravo, as cordas são beliscadas. Em um clavicórdio, as cordas são percutidas por martelos que permanecem em contato com a corda. No piano, o martelo se afasta da corda imediatamente após ser tocada, deixando-a vibrar livremente.[4]

Teve a sua primeira referência publicada em 1711, no "Giornale dei Litterati d'Italia" por motivo da sua apresentação em Florença pelo seu inventor Bartolomeo Cristofori. A partir desse momento, segue-se uma série de aperfeiçoamentos até chegar ao piano atual. A essência da nova invenção residia na possibilidade de dar diferentes intensidades aos sons (algo inexistente no cravo e bastante limitado no pequeno clavicórdio) e, por isso, recebeu o nome de pianoforte (que vai do pianíssimo ao fortíssimo) e, mais tarde, reduzido apenas para piano. Tais possibilidades de matizes sonoras acabaram por orientar a preferência dos compositores face ao clavicembalo.[5]

Os pianos modernos, embora não se diferenciem dos mais antigos no que se refere aos tons, trazem novos formatos estéticos e de materiais que compõem o instrumento. Um piano comum tem, geralmente, oito lás, oito sis bemóis, oito sis, oito dós, sete dós sustenidos, sete rés, sete mis bemóis, sete mis, sete fás, sete fás sustenidos, sete sóis e sete sóis sustenidos, formando um total de 88 notas musicais.[6] Se for um de 97 notas musicais, do tipo Bösendorfer 290, ele terá nove dós, oito dós sustenidos, oito rés, oito mis bemóis, oito mis, oito fás, oito fás sustenidos, oito sóis, oito sóis sustenidos, oito lás, oito sis bemóis e oito sis.

O piano é amplamente utilizado na música ocidental, no jazz, para a performance solo e para acompanhamento. É também muito popular como um auxílio para a composição. Embora não seja portátil e tenha um alto preço, o piano é um instrumento versátil, uma das características que o tornou um dos instrumentos musicais mais conhecidos pelo mundo.[7]

Oops something went wrong: