Os pinípedes (latim científico: Pinnipedia) constituem uma superfamília de mamíferos aquáticos, que inclui as focas e elefantes-marinhos (família Phocidae), os leões-marinhos e lobos-marinhos (família Otariidae) e as morsas (família Odobenidae). A palavra “Pinípede” deriva do latim pinna e pedis, que significam “pé em forma de pena”, referindo-se aos membros desses animais, que apresentam extensas membranas interdigitais.

Quick facts: Pinípedes Intervalo temporal Oligoceno Super...
Pinípedes
Intervalo temporal: Oligoceno SuperiorHoloceno, 24–0 Ma
Diversidade de Pinípedes
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Clado: Pinnipedimorpha
Clado: Pinnipediformes
Clado: Pinnipedia
Illiger, 1811[1]
Subclados
    • Família †Enaliarctidae
    • Família †Desmatophocidae
  • Superfamília Otarioidea
  • Superfamília Phocoidea
Mapa habitat
Close

Esses animais têm o corpo fusiforme e alongado. O maior membro do grupo é o elefante-marinho, que pode atingir quatro metros e duas toneladas. A foca-das-galápagos é a menor, com 30 kg de peso e cerca de 1,2 m de comprimento. Com exceção da espécie Pusa sibirica, que habita no Lago Baikal, na Sibéria, todos os outros pinípedes vivem junto dos oceanos, onde se alimentam de cefalópodes e peixes.

O estilo de vida dos pinípedes, que transita entre o ambiente aquático e terrestre, exigiu diversas adaptações anatômicas e fisiológicas ao longo do processo evolutivo, sendo possível citar a locomoção aquática, fisiologia do mergulho, fisiologia sensorial, termorregulação, e fisiologia da lactação.[2]

Oops something went wrong: