Rostov do Don - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Rostov do Don.

Rostov do Don

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Rostov do Don
Ростов-на-Дону
Imagens de Rostov do Don
Bandeira Brasão

Rostov do Don
Localização de Rostov do Don ( Rússia)
Coordenadas 47° 13' N 39° 43' E
País  Rússia
Divisão Federal Oblast de Rostov
prefeito Mijaíl Chernyshov
Área  
  Total 348.5 km²
População  
  Cidade (2010) 1089261
Website: http://www.rostov-gorod.ru/

Rostov do Don (também conhecida como Rostov-sobre-o-Don; em russo: Ростов-на-Дону, Rostov-na-Donu) é uma cidade da Rússia, capital da província homônima. Localiza-se no sul do país, nas margens do rio Don. Tem cerca de 1.271.000 habitantes e foi fundada em 1749.

Por Rostov passa o rio Don, já perto da sua foz no mar de Azov. A cidade é um importante centro comercial, industrial e de transportes que se liga ao mar de Azov por um profundo canal, e com os mares Cáspio, Báltico e Branco por meio do canal Volga-Don. Um oleoduto une a cidade aos campos de petróleo do Cáucaso.

Algumas das suas indústrias são as de construção naval e fabrico de produtos químicos, maquinaria agrícola, equipamento elétrico e materiais de construção.

Em Rostov do Don têm sede várias instituições de ensino superior, entre elas três universidades.

História

Da fundação ao século XX

Desde os tempos antigos, a área ao redor da foz do rio Don tem tido importância cultural e comercial. Os antigos habitantes indígenas incluíam as tribos citas, sarmat e savromat. Foi o local de Tánais, uma antiga colônia grega, Fort Tana, sob os genoveses e Fort Azak na época do Império Otomano.

Em 1749, uma alfândega foi estabelecida no rio Temernik, um afluente do Don, por decreto da imperatriz Isabel, filha de Pedro, o Grande.[1] Foi co-localizado com uma fortaleza chamada Demétrio de Rostov, um bispo metropolita da antiga cidade nórdica de Rostov, a Grande. Azov, uma cidade mais próxima do Mar de Azov no Don, gradualmente perdeu sua importância comercial na região para a nova fortaleza.

Em 1756, a "companhia comercial e comercial russa de Constantinopla" foi fundada no "assentamento de mercadores" (Kupecheskaya Sloboda) na margem alta do Don. No final do século XVIII, com a incorporação de territórios anteriormente mares otomanos ao Império Russo, o assentamento perdeu muito de sua importância estratégica militar como posto de fronteira.

No ano de 1796, o assentamento foi fundado e em 1797, tornou-se a sede do Uyezd Rostovsky dentro do Governorate Novorossiysk.[1] Em 1806, foi oficialmente renomeado para Rostov do Don.[1] Durante o século XIX, devido às suas conexões fluviais com o interior da Rússia, Rostov se transformou em um importante centro comercial e centro de comunicações. A conexão ferroviária com Carcóvia foi concluída em 1870, com mais ligações seguintes em 1871 a Voronej e em 1875 a Vladikavkaz.

Simultaneamente com melhorias nas comunicações, a indústria pesada foi desenvolvida. O carvão mineral da bacia de Donets e o minério de ferro de Kryvyi Rih apoiaram o estabelecimento de uma fundição de ferro em 1846. Em 1859, a produção de bombas hidráulicas e caldeiras a vapor começou. O crescimento industrial foi acompanhado por um rápido aumento da população, com 119.500 residentes registrados em Rostov no final do século XIX, juntamente com aproximadamente 140 empresas industriais. O porto era um dos maiores centros comerciais do sul da Rússia, especialmente para a exportação de trigo, madeira e minério de ferro.

Em 1779, Rostov do Don tornou-se associado a um assentamento de refugiados armênios da Crimeia em Nakhichevan-do-Don. Os dois assentamentos foram separados por um campo de trigo. Em 1928, as duas cidades foram fundidas. A antiga fronteira da cidade fica abaixo da Praça Teatralnaya, no centro de Rostov do Don. Em 1928, após a incorporação da cidade vizinha de Nakhichevan-on-Don, Rostov se tornou a terceira maior cidade da Rússia.

Século XX

Fonte no Parque da Revolução.
Fonte no Parque da Revolução.

Durante a Guerra Civil Russa, os Brancos e os Vermelhos se enfrentaram em Rostov do Don, então a cidade mais fortemente industrializada do sul da Rússia. Em 1928, o governo regional havia se mudado da antiga capital cossaca de Novocherkassk para Rostov do Don.

Nos anos soviéticos, os bolcheviques demoliram dois dos principais marcos históricos de Rostov do Don: a catedral de Santo Alexandre Nevsky (1908) e a catedral de St. George (1783-1807).

Durante a Segunda Guerra Mundial, as forças alemãs ocuparam Rostov do Don, a princípio por dez dias, de 21 de novembro de 1941 a 29 de novembro de 1941, após ataques do primeiro Exército Panzer alemão na Batalha de Rostov e sete meses a partir de 23 de julho. De 1942 a 14 de fevereiro de 1943. A cidade era de importância estratégica como um entroncamento ferroviário e um porto fluvial que acessava o Cáucaso, uma região rica em petróleo e minerais. Demorou dez anos para restaurar a cidade dos danos durante a Segunda Guerra Mundial.

27.000 judeus e civis soviéticos foram massacrados pelos militares alemães em 11 e 12 de agosto de 1942, em Rostov do Don, em um local chamado Zmievskaya Balka.[2]

Período atual

Rostov do Don foi uma das cidades-sede da Copa do Mundo de futebol de 2018.[3]

Geografia

Clima

Rostov do Don encontra-se em um clima continental úmido (Dfa).[4] O inverno é moderadamente frio, com uma temperatura média de fevereiro de -3,1 °C. A temperatura mais baixa registrada de -31,9 °C ocorreu em janeiro de 1940. Os verões são quentes e ensolarados, o mês de Julho tem temperaturas médias de +23.3 °C. A temperatura mais alta registrada da cidade, de +40,1 °C, foi registrada em 1º de agosto de 2010. A precipitação média anual é de 643 milímetros, a velocidade média do vento é de 2,7 m/s e a umidade média do ar é de 72%.[5]

Dados climatológicos para Rostov do Don
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 15,0 19,8 26,0 33,6 35,6 38,4 39,6 40,1 38,1 31,0 23,1 18,5 40,1
Temperatura máxima média (°C) -0,1 0,7 6,9 16,1 22,3 26,6 29,2 28,8 22,6 15,0 6,3 1,2 14,6
Temperatura média (°C) -2,9 -3,1 2,2 10,6 16,8 20,9 23,3 22,6 16,7 10,0 2,9 1,7 9,9
Temperatura mínima média (°C) -5,3 -5,6 -0,9 6,1 11,4 15,8 18,0 16,9 11,8 6,2 0,3 -4,0 5,9
Temperatura mínima recorde (°C) -31,9 -30,9 -28,1 -10,4 -4,3 -0,1 7,6 2,6 -4,6 -10,4 -25,1 -28,5 -31,9
Precipitação (mm) 59 53 51 47 56 70 53 44 49 39 53 69 643
Dias com precipitação 4 5 7 12 11 9 10 8 9 9 12 10 106
Umidade relativa (%) 84 81 76 66 63 64 61 59 67 75 84 86 72
Horas de sol 64 82 128 189 265 286 314 293 240 159 64 38 2 122
Fonte: pogoda.ru.net[6]
Fonte 2: NOAA (sol, 1961–1990)[7]

Cidades-irmãs

Rostov do Don encontra-se geminado com as seguintes cidades:

Esporte[editar | editar código-fonte]

A cidade de Rostov do Don é a sede do Olimp - 2 e do FC Rostov, que participa do Campeonato Russo de Futebol.[8] No passado também participou o FC SKVO Rostov on Don, que jogava no Estádio SKA SKVO.[9] É uma cidade anfitriã da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo de 2018.

Referências

  1. a b c Энциклопедия Города России. Moscow: Большая Российская Энциклопедия. 2003. p. 380. ISBN 5-7107-7399-9 
  2. http://www.rememberingrostov.com/
  3. «Cópia arquivada». Consultado em 14 de março de 2013. Arquivado do original em 12 de setembro de 2014 
  4. «World Map of Köppen−Geiger Climate Classification» (PDF). Consultado em 19 de julho de 2013 
  5. «Архив данных о погоде в Ростове-на-Дону. (em russo)» 🔗. Pogoda.ru.net. Consultado em 19 de julho de 2013 
  6. «Погода и Климат – Климат Ростова-на-Дону». Consultado em 12 de outubro de 2017 
  7. «Rostov–Na–Donu (Rostov–on–Don) Climate Normals 1961–1990». National Oceanic and Atmospheric Administration. Consultado em 12 de outubro de 2017 
  8. http://www.rsssf.com/tablesr/rus92.html
  9. http://www.rsssf.com/tablesr/rus2002.html
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Rostov do Don


{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Rostov do Don
Listen to this article