Tomás Cabreira - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Tomás Cabreira.

Tomás Cabreira

Tomás Cabreira
Tomás Cabreira.
Nome completo Tomás António da Guarda Cabreira
Nascimento 23 de janeiro de 1865
Tavira, Portugal
Morte 4 de dezembro de 1918 (53 anos)
Tavira, Portugal
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Escritor, ministro das Finanças, professor e militar

Tomás António da Guarda Cabreira (Tavira, 23 de Janeiro de 1865 — Tavira, 4 de Dezembro de 1918) foi um ministro das Finanças de Portugal entre 9 de Fevereiro de 1914 e 23 de Junho do mesmo ano. Foi, também, professor, militar e escritor. Existe uma escola secundária com o seu nome em Faro.

Família

Tomás Cabreira nasceu em 1865 na cidade de Tavira, filho do General Tomás António da Guarda Cabreira e de sua mulher e prima Francisca Emília Pereira da Silva Cabreira. O seu avô, o Marechal-de-Campo Tomás António da Guarda Cabreira era o 1.º Conde de Lagos e 1.º Visconde do Vale da Mata. Teve um filho, Tomás Cabreira Júnior.

Biografia

Carreira académica e militar

A sua educação foi feita paralelamente na Escola do Exército, onde se licenciou em Engenharia Civil (1893), e na Universidade de Coimbra, onde frequentou o curso de Ciências Matemáticas. Leccionou na Escola Politécnica as disciplinas de Química Mineral e Química Orgânica, sendo depois nomeado lente definitivo do mesmo estabelecimento de ensino. Da sua carreira académica, saliente-se, aínda, o Doutoramento, em 1916, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e o facto de ter sido um dos fundadores da Academia das Ciências de Portugal e da Universidade Popular de Lisboa.

Na perspectiva militar, Tomás Cabreira atingiría o posto de Coronel do Exército, em 1918, ano da sua morte.

Carreira política

Tomás Cabreira
Tomás Cabreira

Tomás Cabreira esteve, igualmente, ligado à política, tendo sido vereador da Câmara Municipal de Lisboa, em 1908, e deputado republicano pelo Algarve às Constituintes, em 1911. Em 1912 é senador e, em 1914, é nomeado para Ministro das Finanças. Por razões internas do Partido Democrático, de que era membro e dirigente (1914), demite-se da pasta de que era responsável. Após a demissão, funda a União da Agricultura Comércio e Indústria.

Fez parte da Maçonaria, da qual foi 9.º e 13.º Presidente do Conselho da Ordem do Grande Oriente Lusitano entre 1899? e 1902 e entre 1907 e 1908, cargo extinto pela Constituição de 31 de Dezembro de 1907, em vigor desde 6 de Março de 1908 e restabelecido pela Constituição de 2 de Janeiro de 1912,[1] e esteve ligado ao jornalismo ocupando diversos cargos na Associação dos Jornalistas de Lisboa e na Associação da Imprensa Portuguesa.

Homenagem

A pedido do Conselho Escolar da Escola Comercial de Faro, Tomás Cabreira foi homenageado dando o seu nome a esta escola, pela portaria nº 2.576 de 17 de janeiro de 1921 do Governo da República, passando aquela a designar-se por Escola Secundária Tomás Cabreira.

Obras

Os livros publicados por Tomá Cabreira abrangem diversas áreas do conhecimento, desde a Economia, à Química, passando pela Arte e pelo Turismo:

  • Princípios de Estereoquímica (1896)
  • Velásquez é um Pintor Português (1908)
  • O Problema Financeiro e a sua Solução (1912)
  • A Contribuição Predial (1912)
  • O Problema Bancário Português (1915)
  • Crédito Comercial e Industrial (1915)
  • Posto Agrário e Ensino Móvel
  • A Escola Primária Agrícola
  • A Questão Corticeira, 1915
  • Tarifas Ferroviárias, 1915
  • Zonas Turísticas", 1915
  • A Defesa Económica de Portugal (1917).
  • O Algarve Económico (1918)
  • A Política Agrícola Nacional (1920)
  • A Composição da Linguagem de alguns Povos Pré- Históricos (1923)

Referências

  1. Tripodcom http://members.tripod.com/gremio_fenix/dirigentes.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)

Bibliografia

  • Redacção Quidnovi, com coordenação de José Hermano Saraiva, História de Portugal, Dicionário de Personalidades, Volume XII, Ed. QN-Edição e Conteúdos,S.A., 2004
  • CHAGAS, Ofir Renato das, Tavira, Memórias de uma Cidade, Edição do Autor, 2004.
  • Marreiros, Glória Maria. Quem Foi Quem? 200 Algarvios do Século XX (2ª ed., 2001). Edições Colibri, Lisboa, 2000.

Ligações externas

{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Tomás Cabreira
Listen to this article