Yolanda Queiroz - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Yolanda Queiroz.

Yolanda Queiroz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Yolanda Queiroz
Nome completo Yolanda Pontes Vidal Queiroz
Pseudônimo(s) Dona Yolanda Queiroz
Nascimento 12 de novembro de 1928
Fortaleza, Ceará
Morte 17 de junho de 2016 (87 anos)
Fortaleza, Ceará
Nacionalidade brasileira
Progenitores Mãe: Maria Pontes Vidal
Pai: Luis Vidal
Cônjuge Edson Queiroz (1944-1982)
Filho(s) Airton Queiroz
Myra Queiroz
Edson Queiroz Filho
Renata Queiroz
Lenise Queiroz
Paula Queiroz
Ocupação Empresária
Principais trabalhos Presidência e gestão do Grupo Edson Queiroz.

Yolanda Pontes Vidal Queiroz (Fortaleza, 12 de novembro de 1928Fortaleza, 17 de junho de 2016), mais conhecida como Yolanda Queiroz, foi uma empresária brasileira. Foi presidente do Grupo Edson Queiroz, fundado em 1951 por seu marido, o empresário Edson Queiroz. Em 1982, com o falecimento de Edson, Yolanda assume o controle do Grupo com o auxílio dos filhos.[1]

Biografia

Filha de Maria Pontes Vidal e Luis Vidal, Yolanda estudou durante nove anos no Colégio das Dorothéas, casando-se aos 16 anos com Edson Queiroz, de cuja união tiveram seis filhos: Airton José Vidal Queiroz[2], Myra Eliane, Edson Queiroz Filho, Renata, Lenise e Paula, que já lhe deram 15 netos.

Companheira assídua da vida e atividades do marido ao longo de 37 anos, Yolanda participou de todas as etapas do crescimento e consolidação do Grupo Edson Queiroz, constituindo um dos 100 maiores conglomerados empresariais do Brasil, com especial destaque no seu contexto socioeconômico. O grupo atua em diversos setores, como distribuição de gás, água mineral e refrigerantes, metalurgia, comunicação, agropecuária, agroindústria e imóveis.[3] Com a morte do marido, Yolanda passou a assumir a presidência do grupo, auxiliada pelos filhos Airton e Edson, continuando assim a sua expansão.[4]

Morte

Morreu em 17 de junho de 2016[5], vítima de falência múltipla dos órgãos.[6]

Homenagens

Em 2001, recebeu a Medalha do Mérito Industrial outorgada pela Confederação Nacional da Indústria e em 2007, recebeu a Ordem do Mérito Industrial através da mesma instituição.[7] Em 2010, foi agraciada com a Medalha Antônio Drumond, em homenagem aos 40 anos da TV Verdes Mares.[8] Em 2012, foi homenageada com o Diploma de Sócia Honorária da Casa do Ceará, em Brasília.[9] No dia de sua morte, receberia da Federação do Comércio, Bens e Serviços do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) a medalha Clóvis Arrais Maia, cujo evento foi cancelado. [5]

Referências

  1. «Yolanda Vidal Queiroz». Federação das Indústrias do Estado do Ceará 
  2. Lúcio Brasileiro. «Airton José Vidal Queiroz fortalezense da gema...». O Povo 
  3. «Lições de uma vida de determinação». Caderno 3. Diário do Nordeste. 26 de julho de 2015 
  4. Pioneiros e empreendedores. a saga do desenvolvimento no Brasil, Volume 3 (em português brasileiro) 3 ed. Jacques Marcovitch: Saraiva. 2007. 293 páginas. ISBN 8531410487 
  5. a b Beatriz Cavalcante (17 de junho de 2016). «Morre, aos 87 anos, Yolanda Queiroz». O Povo 
  6. «Morre em Fortaleza Yolanda Queiroz, do Grupo Edson Queiroz». Coluna do Estadão. Estadão. 17 de junho de 2016 
  7. «Indústria presta homenagens». Negócios. Diário do Nordeste. 12 de junho de 2007 
  8. «Dona Yolanda Queiroz recebe homenagem». Diário do Nordeste. 9 de junho de 2010 
  9. Roberto Moreira (16 de novembro de 2012). «Dona Yolanda Queiroz é homenageada pela Casa do Ceará em Brasília». Diário do Nordeste. Consultado em 8 de março de 2016. Arquivado do original em 8 de março de 2016 


{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Yolanda Queiroz
Listen to this article