Camila Pitanga Manhães Sampaio Embaixador(a) da boa vontade da ONU Mulheres (Rio de Janeiro, 14 de junho de 1977) é uma atriz e apresentadora brasileira.[2][3] Tornou-se conhecida em 1988 como Clubete, assistente de palco da apresentadora Angélica no programa Clube da Criança da extinta Rede Manchete. Como atriz, estreou em 1993, interpretando uma das protagonistas de Sex Appeal, emendando outros papeis consistentes em Fera Ferida, A Próxima Vítima, Pecado Capital e na segunda e terceira temporadas Malhação. Em 2001, foi alçada ao primeiro escalão de atores da Rede Globo quando foi escalada como antagonista do principal produto da emissora, a "novela das oito" Porto dos Milagres.

Quick facts: Camila Pitanga, Página oficial...
Camila Pitanga
Camila Pitanga
Camila Pitanga no 25° Prêmio da Música Brasileira em 2014.
Nome completo Camila Pitanga Manhães Sampaio
Nascimento 14 de junho de 1977 (45 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Estatura 1,75m[1]
Progenitores Mãe: Vera Manhães
Pai: Antonio Pitanga
Parentesco Rocco Pitanga (irmão)
Benedita da Silva (madrasta)
Alma mater Universidade Estadual do Rio de Janeiro
Ocupação
Período de atividade 1984–presente
Principais trabalhos
Prêmios Lista
Página oficial
camilapitanga.net
Close

Em 2003, coprotagonizou uma das novelas de maior audiência da década, Mulheres Apaixonadas, com a qual ganhou seu primeiro prêmio de televisão, o Prêmio Extra de Televisão. Após o destaque em Belíssima, interpretou o papel de maior repercussão de sua carreira em Paraíso Tropical, a antagonista Bebel, uma prostituta que caiu no gosto popular pelo apelo cômico em suas cenas de vilanias, ganhando os principais prêmios de televisão, como o Troféu Imprensa, Prêmio Contigo!, Melhores do Ano, Troféu APCA, Prêmio Extra de Televisão e Prêmio Quem.

Na sequência emendou uma série de protagonistas em Cama de Gato, Lado a Lado, Babilônia e Velho Chico.