cover image

A Marinha dos Estados Unidos (em inglês United States Navy) é o ramo naval de guerra das Forças Armadas dos Estados Unidos, e uma das oito organizações militares norte-americanas. É considerada a maior e mais poderosa do mundo, com a sua frota de batalha sendo maior do que as treze maiores marinhas combinadas. A Marinha dos Estados Unidos opera a maior frota de porta-aviões, com 11 em funcionamento e um em construção. O serviço ativo conta com 347 409 oficiais em serviço, 96 813 na reserva e outros 287 051 alistados, em novembro de 2021. Atualmente opera 296 navios e mais de 3 700 aeronaves.[4]

Quick facts: Marinha dos Estados Unidos, História, Logísti...
Marinha dos Estados Unidos

Emblema da Marinha dos Estados Unidos
País  Estados Unidos
Corporação Forças Armadas dos Estados Unidos
Subordinação Departamento de Defesa
Departamento da Marinha
Denominação United States Navy
Sigla USN
Criação 13 de outubro de 1794
(228 anos e 7 meses)
(operando atualmente)[1]

13 de outubro de 1775
(247 anos e 1 mês)
(como Marinha Continental)[2]


Aniversários 13 de Outubro
Cores Azul e Dourado         
História
Guerras/batalhas Guerra da Independência dos Estados Unidos
Quase-guerra
Guerra anglo-americana de 1812
Guerra Mexicano-Americana
Guerra Civil dos Estados Unidos
Guerra Hispano-Americana
Primeira Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Guerra da Coreia
Guerra do Vietnã
Guerra do Golfo
Operação Enduring Freedom
Guerra do Iraque
Logística
Efetivo 347 409 militares ativos[3]
96 813 da reserva[3]
Navios 480[3]
Aeronaves + 3 700[3]
Insígnias
Bandeira
Jaque
Comando
Comandante Supremo Presidente Joe Biden
Chefe de Operações Navais Almirante Michael M. Gilday
Sede
Quartel General O Pentágono
Página oficial http://www.navy.mil
Close
Uma pequena frota de navios da marinha americana liderados pelo porta-aviões USS Nimitz.

Suas origens remontam à Marinha Continental, que foi criada durante a Guerra Revolucionária Americana e foi essencialmente dissolvida como uma entidade separada pouco depois. A Constituição dos Estados Unidos provém a base jurídica para uma força militar, dando ao Congresso o poder "para fornecer e manter uma marinha".[5][1]

Depredações contra os navios americanos por piratas bárbaros na costa do Mar Mediterrâneo, estimularam o Congresso a empregar este poder, implementando a Lei Naval de 1794 e ordenando a construção e treinamento da tripulação de seis fragatas. Estes navios foram utilizados para o combate a atividade pirata mais ao largo da costa da Barbária. No século XX, a capacidade da marinha americana de se tornar uma marinha de águas azuis foi demonstrada pela turnê mundial de 1907-1909 da Great White Fleet.

No século XXI, a Marinha dos Estados Unidos mantém uma presença global considerável, com operações navais em áreas como a Ásia Oriental, Mediterrâneo e Oriente Médio. É uma marinha de águas azuis, com a capacidade de projetar poder sobre as regiões litorâneas do mundo, engajar-se em áreas remotas em tempo de paz, e responder rapidamente a crises regionais, tornando-se um jogador ativo na política externa e de defesa americana.

A Marinha é administrativamente gerida pelo Departamento da Marinha, que é dirigido por um Secretário Civil da Marinha. O Departamento da Marinha é uma divisão do Departamento de Defesa, que é chefiado pelo Secretário de Defesa. Tradicionalmente, o mais alto oficial graduado da Marinha é o Chefe de Operações Navais, um cargo ocupado atualmente pelo almirante Michael M. Gilday.

Oops something went wrong: