cover image

Reinhold Andreas Messner (Brixen/Bressanone (Itália), 17 de setembro de 1944) é um alpinista, himalaísta, explorador, escritor e ex-político sul-tiroles considerado por muitos como um dos melhores montanhistas de todos os tempos.

Quick facts: Reinhold Messner, Página oficial, Assinatura...
Reinhold Messner
Reinhold Messner
Reinhold Messner, 2015
Nascimento Reinhold Andreas Messner
17 de setembro de 1944 (78 anos)
Brixen, Itália
Nacionalidade Italiano
Cidadania Itália
Progenitores
  • Josef Messner
  • Maria Messner
Cônjuge Sabine Stehle
Filho(s) Magdalena Messner, Simon Messner, Anna Juditha Messner, Làyla Messner
Irmão(s) Günther Messner, Hubert Messner, Helmut Messner, Siegfried Messner, Erich Messner, Waltraud Kastlunger, Hansjörg Messner, Werner Messner
Ocupação Alpinismo
Prêmios Piolet d'Or
Página oficial
www.reinhold-messner.de
Assinatura
Close

Messner foi o primeiro, com Peter Habeler, a escalar o Everest sem utilizar oxigênio suplementar em 1978 [1] e o primeiro a alancear dois anos depois o teto do mundo em solitário, sempre sem oxigênio suplementar [2][3], "naquele que é considerado o maior feito do montanhismo em todos os tempos" [4]. Em 1978 ele foi também a primeira pessoa que atingiu um oito mil em solitário, o Nanga Parbat [5].

Na mesma montanha realizou em 1970 junto com seu irmão Günther a segunda travessia em absoluto de um oito mil (depois do Everest em 1963), subindo pelo lado Rupal, a parede vertical mais alta do mundo, a qual com os seus 4500 metros era ainda inviolada, e descendo pelo lado Diamir [2][5]. Foi um feito alpinista impressionante, no qual os irmãos Messner foram obrigados de bivacar vários dias sem comida nem abrigo e onde no final da descida o Günther morreu [5], provavelmente a causa de uma avalancha [2][6].

Reinhold Messner foi o primeiro a conseguir escalar todas as catorze montanhas com mais de 8000 metros, sem oxigênio suplementar e desafiando sempre condições e situações extremas com enormes dificuldades técnicas. [1] Completou esse feito desde 1970 até 1986 com um total de 18 subidas, abrindo sete novas rotas - das quais duas em solitário [4][5] - e realizando a segunda travessa (Nanga Parbat) [5] e a primeira combinação em absoluto de dois cumes em cima de 8000 mil metros (Gasherbrum I & II). [7] Para todos esses feitos o Messner ganhou em 2010 o prestigioso prêmio Piolet d'Or pela carreira. [8]

Foi também o segundo a escalar os sete cumes mais altos dos sete continentes.

Ademais realizou as primeiras travessas da Antártida e da Groenlândia sem meios motorizados (motoneve) o treinados pro animais (trenó com cães) [9][10]. Enfim atravessou em solitário o Deserto de Gobi [11].

Oops something went wrong: