Rio Sucuru - Wikiwand
For faster navigation, this Iframe is preloading the Wikiwand page for Rio Sucuru.

Rio Sucuru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Esta página cita fontes confiáveis, mas que não cobrem todo o conteúdo. Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico) (Maio de 2019)
Rio Sucuru
Foz Rio Paraíba
País(es)  Brasil

O rio Sucuru é um rio brasileiro que banha o estado da Paraíba.[1] É um dos formadores do rio Paraíba no seu alto curso (junta-se aos rios do Meio e da Serra para formar o Paraíba).[1][2]

Bacia hidrográfica

A região rio Sucuru é um importante centro agropecuário do estado e tem como principal características climáticas os prolongados períodos de secas, sendo portanto um rio intermitente. A precipitação média da região gira em torno dos 400 milímetros, e a vegetação se caracteriza por mata de caatinga.

Tem sido desenvolvido em sua bacia o trabalho denominado «Projeto de Aproveitamento de Recursos Integrados do Rio Sucuru», que visa, com base nas imagens espaciais, levantar as formas de uso atual da terra, a drenagem e os corpos d'água da região. Com a análise temporal das fotos, usando-se as imagens de 1984 e de 1990, pretende-se estabelecer o planejamento adequado principalmente dos recursos hídricos, bem como a definição de quatro grandes classes de uso da terra pelo tamanho das propriedades de sua bacia.

Sobre sua importância como um dos formadores do Paraíba, no livro Homens do Nordeste, e outros ensaios lê-se:

[O rio Paraíba] nasce na serra de Jabitacá, na comarca de Monteiro, com o nome de rio do Meio, por correr entre dois de igual força: o da Serra à direita e o Sucuru à esquerda.[2]

O primeiro explorador conhecido a adentrar a região foi Antônio de Oliveira Lêdo, que no fim do século XVII percorreu a região vindo da Bahia. A denominação do rio provém do nome de um povo indígena que habitava a região: os sucurus.[3]

Referências

  1. a b NUNES, Pedro (1997). Guerreiro togado: fatos históricos de Alagoa do Monteiro. [S.l.]: Editora Universitária (UFPE). 572 páginas. ISBN : 9788573150735 Verifique |isbn= (ajuda) 
  2. a b PINTO, Luiz (1960). Homens do Nordeste, e outros ensaios. [S.l.]: Gráfica Ouvidor. 182 páginas 
  3. SEIXAS, Wilson Nóbrega (1985). Viagem através da Província da Paraíba. [S.l.]: Estado da Paraíba, Secretaria da Educação. 198 páginas 
Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
{{bottomLinkPreText}} {{bottomLinkText}}
Rio Sucuru
Listen to this article