Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira (Belém, 19 de fevereiro de 1954São Paulo, 4 de dezembro de 2011) foi um futebolista, treinador e médico brasileiro.

Quick facts: Informações pessoais, Nome completo, Data de ...
Sócrates
Sócrates em 2005
Informações pessoais
Nome completo Sócrates Brasileiro Sampaio
de Souza Vieira de Oliveira
Data de nasc. 19 de fevereiro de 1954
Local de nasc. Belém, Pará, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Morto em 4 de dezembro de 2011 (57 anos)
Local da morte São Paulo, São Paulo, Brasil
Altura 1,92 m
destro
Apelido Calcanhar de Ouro
Doutor Sócrates
Magrão
Informações profissionais
Posição meio-campista
Função treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1972–1978
1978–1984
1984–1985
1985–1987
1988–1989
1989
Botafogo-SP
Corinthians
Fiorentina
Flamengo
Santos
Botafogo-SP
0259 00(101)
0297 00(172)
0029 0000(9)
0025 0000(5)
0046 000(14)
0007 0000(1)
Seleção nacional
1979–1986 Brasil 0062 000(25)
Times/clubes que treinou
1990
1996
1999
Botafogo-SP
LDU Quito
Cabofriense
Close

Como futebolista, Sócrates atuou como meio-campista e era considerado um dos grandes craques do futebol brasileiro na década de 1980.[1] É um dos maiores ídolos do Corinthians[2][3] - ao lado de Luisinho, Cláudio, Rivellino, Marcelinho Carioca, Neto, Baltazar e Cássio - e do Botafogo de Ribeirão Preto, ao lado de Zé Mario e do seu irmão Raí. Defendeu a Seleção Brasileira entre 1979 e 1986, sendo capitão da Amarelinha na Copa do Mundo FIFA de 1982.[4]

Notabilizou-se também por seu ativismo político, particularmente nos anos 1980, quando liderou um movimento pela democratização do futebol e participou do movimento pelas Diretas Já. Sócrates também atuou como treinador, colunista e comentarista esportivo. Também era músico e, eventualmente, ator e produtor teatral. Em 2014, o jornalista e escritor Tom Cardoso lançou a biografia "Sócrates - A História e as Histórias do Jogador Mais Original do Futebol Brasileiro" (Editora Objetiva).

Ele foi a única unanimidade em uma pesquisa realizada em 2006, pela revista Placar, para escolher o "time de todos os tempos" do Corinthians. Foi eleito em 1983 o melhor jogador sul-americano do ano e incluído por Pelé, em 2004, na FIFA 100, uma lista dos 125 melhores jogadores vivos da história.[5] Era também considerado pela mídia especializada (CNN, World Soccer e Placar) como um dos grandes jogadores de seu tempo, reconhecido por seu estilo elegante. Uma característica do jogador que marcou sua passagem no futebol foi a sua habilidade no uso do calcanhar. Além disso, marcava gols de falta, de cabeça e de fora da área com frequência. Notabilizou-se por dar assistências primorosas para seus companheiros marcarem muitos gols.[6]

Em fevereiro de 2015, em seu tradicional quadro "The Joy of Six", o jornal britânico The Guardian elegeu Sócrates como um dos seis esportistas mais inteligentes da história (ele é o único futebolista da lista).[7] Para entrar nesta lista, o jornal levou em conta currículos que extrapolaram campos e quadras, tendo uma atuação preponderante em suas áreas e fora delas.

Oops something went wrong: