cover image

A Guatemala (pronunciado em castelhano: [gwate̞ˈmala]), oficialmente República da Guatemala (em castelhano: República de Guatemala), é um país da América Central, limitado a oeste e a norte pelo México, a leste pelo Belize, pelo Golfo das Honduras e pelas Honduras e a sul por El Salvador e pelo Oceano Pacífico. Com uma população estimada em cerca de 17,2 milhões,[5] é o país mais populoso da América Central e tem a 11ª maior população nacional das Américas. A Guatemala é uma democracia representativa; sua capital e maior cidade é Nueva Guatemala de la Asunción, também conhecida como Cidade da Guatemala.


República da Guatemala
República de Guatemala
Brasão de armas da Guatemala
Bandeira Brasão das armas
Lema: Libre Crezca Fecundo
(Espanhol: "Livre, cresça fecundo")
Hino nacional: Himno Nacional de Guatemala
Gentílico: guatemalteco(a),
guatemalense,[1]
guatemalês(esa)[2]

Localização

Capital Cidade da Guatemala
Língua oficial Espanhol
Governo República presidencialista
 Presidente Alejandro Giammattei
 Vice-presidente Guillermo Castillo
Independência da Espanha 
 Declarada15 de setembro de 1821 
Área  
   Total108.890 km² (106.º)
  Água (%) 0,4
 Fronteira México, Belize, Honduras e El Salvador
População  
   Estimativa para 201817 263 239[3] hab. (69.º)
  Densidade 134,6 hab./km² (85.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2018
  TotalUS$ 145,514 bilhões[3] (83.º)
  Per capitaUS$ 8,429 (154.º)
IDH (2021) 0,627 (135.º)  médio[4]
Moeda Quetzal (CTQ)
Fuso horário (UTC−6)
Cód. Internet .gt
Cód. telef. ++502
Website governamental www.guatemala.gob.gt

A história da Guatemala é marcada pela civilização maia clássica, a qual dominou a área onde se encontra país atual durante todo o período pós-clássico,[6] até a conquista do Iucatã pelos espanhóis. Além da Guatemala, os maias viveram em Honduras, Belize, na parte sul do México e na parte oriental de El Salvador. Após sua independência da Espanha em 1821, a Guatemala tornou-se parte dos Estados Unidos da América Central e, após a sua dissolução, enfrentou uma instabilidade política que caracterizou toda a região durante meados do século XIX.

No início do século XX, a Guatemala se caracterizava por uma mistura de governos democráticos, bem como uma série de regimes ditatoriais, os quais eram frequentemente assistidos pelo United Fruit Company e o governo dos Estados Unidos. Em 1944, o líder autoritário Jorge Ubico foi derrubado por um golpe militar pró-democrático, iniciando uma revolução de uma década que levou a profundas reformas sociais e econômicas. Um golpe militar apoiado pelos EUA em 1954 acabou com a revolução e instalou uma ditadura.[7]

De 1964 a 1996, a Guatemala sofreu uma guerra civil travada entre o governo e militantes de esquerda, incluindo massacres genocidas da população maia perpetrados pelos militares.[8] Desde um acordo de paz negociado pelas Nações Unidas, a Guatemala alcançou crescimento econômico e eleições democráticas bem-sucedidas, embora continue lutando com altos índices de pobreza e crime, cartéis de drogas e instabilidade. Em 2014, a Guatemala ocupava o 31º lugar entre 33 países da América Latina e do Caribe em termos do Índice de Desenvolvimento Humano.[9]

Oops something went wrong: