Hebe Maria Monteiro de Camargo Ravagnani, mais conhecida como Hebe Camargo (Taubaté, 8 de março de 1929São Paulo, 29 de setembro de 2012),[4][5] foi uma apresentadora, cantora, radialista, humorista e atriz brasileira. Considerada como a Rainha da Televisão Brasileira,[6][7] iniciou sua carreira como cantora de rádio, ainda na década de 1940, na Rádio Tupi. Lançou suas primeiras canções em 1950: Oh! José e Quem Foi que Disse. Já conhecida como A estrela de São Paulo, a principal estrela do rádio da cidade, foi convidada a integrar o grupo que foi ao porto da cidade de Santos buscar os equipamentos para dar início a primeira rede de televisão brasileira, a Rede Tupi. Foi convidada por Assis Chateaubriand para participar da primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira ainda no ano de 1950. Em 1955, Hebe iniciou o primeiro programa feminino da TV brasileira, O Mundo é das Mulheres dirigido por Walter Forster e em 1959 lança seu primeiro disco, Hebe e Vocês. Hebe era considerada a maior entrevistadora do Brasil, tendo entrevistado diversas personalidades como Neil Armstrong, Edith Piaf, Christian Barnard, Amália Rodrigues e Julio Iglesias ainda nas décadas de 1960 e 1970.[8]

Quick facts: Hebe Camargo, Carreira musical...
Hebe Camargo
Hebe Camargo
Hebe Camargo em 2009
Nome completo Hebe Maria Monteiro de Camargo Ravagnani
Pseudônimo(s)
  • Rainha da TV Brasileira
  • Estrelinha do Samba
  • A Estrela de São Paulo[1]
Nascimento 8 de março de 1929
Taubaté, SP
Morte 29 de setembro de 2012 (83 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileira
Fortuna US$ 180 milhões (2012)[2]
Cônjuge
  • Décio Capuano (c. 1964; div. 1971)
  • Lélio Ravagnani (c. 1973; m. 2000)
Filho(a)(s) Marcello Camargo Capuano
Ocupação
Período de atividade 1943–2012
Prêmios Lista completa
Carreira musical
Gravadora(s)
Religião católica
Causa da morte câncer no peritônio[3]
Close

Em 1964 se afastou da televisão a pedido do marido Décio Capuano, para dar à luz ao filho Marcello Capuano. Neste ano, interpretaria duas regravações com sucesso absoluto nas rádios de todo Brasil, "Andorinha Preta" e "Paz do Meu Amor". Retornou à televisão pela RecordTV em abril de 1966, após vários convites e a contragosto do marido, com o programa Hebe, que permaneceu mais de quarenta anos no ar em diversas emissoras e estabilizou a apresentadora como a "Rainha da Televisão Brasileira". Na década de 1970 consagrou-se como uns dos programas de maior sucesso da televisão, com média de 70% de audiência. Em 1974 o programa é transferido para a Rede Tupi, saindo do ar em 1975 e retornando pela Rede Bandeirantes em 1979. Em 1986 o programa estreou no SBT, onde permaneceu por 25 temporadas. As duas últimas temporadas do programa foram veiculadas pela RedeTV!.