cover image

A Guiana (pronunciada Gú-i-âna[6]) (em inglês: Guyana , pronunciado: [ɡaɪˈɑːnə, ɡaɪˈænə]) ou Guyana,[7][8][9] oficialmente República Cooperativa da Guiana[8][10][11] (em inglês: Cooperative Republic of Guyana pronunciado: [kɔ.ɔ.pɛ.raˈt̪iːvɛ reˈpublik ɔf ɡaɪˈɑːnə ]), é um país no norte da América do Sul. O país é limitado pelo Oceano Atlântico ao norte, Brasil ao sul e sudoeste, Venezuela ao oeste e Suriname ao leste. Com uma área de 214 970 km²,[12] a Guiana é o terceiro menor estado soberano da América do Sul continental, depois do Uruguai e do Suriname. Com uma população estimada para 2020 de 786.559 habitantes,[2] o país tem a segunda menor população do subcontinente, atrás apenas do Suriname.[13]


República Cooperativa da Guiana
Co-operative Republic of Guyana
Bandeira Brasão de armas
Lema: One People, One Nation, One Destiny
(Inglês: "Um Povo, Uma Nação, Um Destino")
Hino nacional: Dear Land of Guyana, of Rivers and Plains
noicon
Gentílico: Guianês ou guianense

Localização Guiana

Capital Georgetown
6°46′N 58°10′W
Cidade mais populosa Georgetown
Língua oficial Inglês
Governo República presidencialista[1]
 Presidente Irfaan Ali
 Primeiro-ministro/Primeiro vice-presidente Mark Phillips
 Segundo vice-presidente Bharrat Jagdeo
Independência do Reino Unido 
 Data26 de maio de 1966 
Área  
   Total214 970 km² (81.º)
  Água (%) 8,4%
 Fronteira Brasil
Suriname
Venezuela
População  
   Estimativa para 2020[2]786 793 hab. (165.º)
  Censo 2012[3] 746 955 hab. 
  Densidade 3,5 hab./km² (217.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2020
  TotalUS$ 13,506 bilhões[4] (141.º)
  Per capitaUS$ 17,163[4] (101.º)
IDH (2021) 0,714 (108.º)  alto[5]
Moeda Dólar guianense (GYD)
Fuso horário (UTC-4)
  Verão (DST) CEST
Cód. ISO GUY
Cód. Internet .gy
Cód. telef. +592
Website governamental www.guyana.org

A região conhecida como "as Guianas" consiste na grande massa de terra ao norte do Rio Amazonas e a leste do Rio Orinoco, conhecida como "terra de muitas águas". Os principais rios da Guiana incluem o Rio Essequibo, o Berbice e o Demerara.[14] Originalmente habitada por muitos grupos indígenas, a Guiana foi colonizada pelos holandeses antes de ser transferida para o controle britânico no final do século XVIII. Foi governada como Guiana Britânica, com uma economia predominantemente de plantação até os anos 1950.[15] Ela conquistou a independência em 1966 e tornou-se oficialmente uma república na Comunidade das Nações em 1970. O legado do domínio britânico se reflete na administração política do país e na população diversificada, que inclui grupos indianos, africanos, ameríndios e multirraciais.[16]

A Guiana é a única nação sul-americana em que o inglês é o idioma oficial. A maioria da população, no entanto, fala o crioulo guianense, um dialeto crioulo baseado no inglês, como primeira língua. A Guiana é considerada parte do Caribe anglófono.[17] A CARICOM, da qual a Guiana é membro, está sediada na capital e na maior cidade do país, Georgetown. Em 2008, a Guiana aderiu à União de Nações Sul-Americanas como membro fundador.[18] Em 2017, 41% da população da Guiana vivia abaixo do limiar da pobreza, com menos de 5,50 dólares por dia.[19]

Oops something went wrong: