Portal:Estados Unidos

portal de conteúdos / De Wikipedia, a enciclopédia livre

Logo do Portal dos Estados Unidos
Table info: ...
 ver · editar O Portal dos Estados Unidos

Os Estados Unidos da América (EUA; em inglês: United States of AmericaUSA; pronunciado: [juːˈnaɪ.təd ˈsteɪʦ əv əˈmɛ.ɹɪ.kə]), ou simplesmente Estados Unidos ou América, são uma república constitucional federal composta por 50 estados e um distrito federal. A maior parte do país situa-se na região central da América do Norte, formada por 48 estados e o Distrito de Colúmbia, o distrito federal da capital. Banhado pelos oceanos Pacífico e Atlântico, faz fronteira com o Canadá ao norte e com o México ao sul. O estado do Alasca está no noroeste do continente, fazendo fronteira com o Canadá no leste e com a Rússia a oeste, através do estreito de Bering. O estado do Havaí é um arquipélago no Pacífico Central. O país também possui vários outros territórios no Caribe e no Oceano Pacífico. Com 9,37 milhões de km² de área e uma população de mais de 330 milhões de habitantes, o país é o quarto maior em área total, o quinto maior em área contígua e o terceiro em população. Os Estados Unidos são uma das nações mais multiculturais e etnicamente diversas do mundo, produto da forte imigração vinda de muitos países. Sua geografia e sistemas climáticos também são extremamente diversificados, com desertos, planícies, florestas e montanhas que abrigam uma grande variedade de espécies.

 ver · editar Artigo destacado

"One Sweet Day" é uma canção gravada pela cantora e compositora Mariah Carey e o grupo de R&B Boyz II Men, ambos norte-americanos. Foi composta por Carey, Walter Afanasieff e pelos membros do conjunto: Wanya Morris, Shawn Stockman, Nathan Morris e Michael McCary. Carey e Afanasieff produziram-a para o quinto álbum de estúdio da cantora, Daydream (1995), sendo lançada como o segundo single do disco a 14 de Novembro de 1995 pela editora discográfica Columbia Records. A letra da obra trata sobre a perda de um ente querido, e sobre um dia vê-lo mais uma vez no céu, e como o protagonista perde cada vez mais entes a cada dia que passa. Ambos Carey e Boyz II Men escreveram a faixa tendo em conta pessoas específicas em suas vidas, entretanto, também dedicando-a à epidemia da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA) que se manifestava globalmente no ano de lançamento.

Geralmente, "One Sweet Day" foi recebida com opiniões positivas pelos críticos especialistas em música contemporânea que elogiaram o conteúdo da letra e os vocais dos artistas, bem como notando a faixa como um destaque em Daydream. A música alcançou um enorme sucesso nos Estados Unidos, onde ocupou por dezasseis semanas consecutivas o primeiro posto da tabela Billboard Hot 100, um recorde mantido por 23 anos. Também alcançou semelhante êxito em todo o mundo, classificando-se no topo das listas do Canadá e da Nova Zelândia, e dentro das dez melhores colocações da Austrália, Bélgica, França, Irlanda, Noruega e Reino Unido. Além disso, "One Sweet Day" foi considerada pela revista Rolling Stone como a "Melhor Colaboração de Todos os Tempos".

Carey cantou "One Sweet Day" ao vivo na televisão por várias vezes em diversas cerimónias de entrega de prémios ao redor do mundo. Ela apresentou-a juntamente com Boyz II Men na trigésima oitava cerimónia anual dos Grammy Awards, realizada na noite de 26 de Fevereiro de 1996. Além disso, foi interpretada no serviço memorial da Princesa Diana em Setembro do ano seguinte. O single fez parte do repertório de várias digressões de sucesso de Carey, fazendo sua estreia durante a Daydream World Tour (1995) e é apresentada nos álbuns de compilação #1's (1998), Greatest Hits (2001), The Ballads (2008), LoveSongs (2010) e #1 to Infinity (2015).

O vídeo musical de "One Sweet Day" foi filmado em meados de 1996 e apresenta trechos dos artistas no estúdio enquanto gravavam a música. A cantora explicou a ideia por detrás do vídeo, alegando que devido às agendas lotadas de ambos Boyz II Men e dela, eles temiam não ter tempo suficiente para a gravação de um vídeo adequado. Por esta razão, foi montado um conjunto de vídeo no estúdio enquanto eles escreviam e gravavam a canção, usando pedaços do processo de gravação para elaborar o vídeo musical. Mais tarde, Carey disse que ficou contente com o facto de um vídeo para a música nunca ter sido filmado, temendo que nenhum poderia capturar verdadeiramente a forte mensagem da letra da canção. Críticos acharam a escolha de vídeo sábia, e concordaram que o conceito simples homenageia a mensagem altruísta da canção.

 ver · editar Você sabia que?
 ver · editar Biografia social selecionada

Franklin Pierce (Hillsborough, 23 de novembro de 1804Concord, 8 de outubro de 1869) foi um advogado e político norte-americano do Partido Democrata que atuou como o 14º Presidente dos Estados Unidos entre 1853 e 1857. Nascido em Nova Hampshire, Pierce também serviu na Câmara dos Representantes e no Senado até renunciar do segundo em 1842. Sua advocacia particular foi um sucesso e ele foi nomeado promotor de seu estado em 1845. Pierce participou da Guerra Mexicano-Americana como General de Brigada. Era visto pelos democratas como candidato para apaziguar os interesses do norte e do sul, sendo nomeado pelo partido para concorrer a presidente. Pierce e seu parceiro de chapa William R. King derrotaram facilmente os candidatos Winfield Scott e William Alexander Graham do Partido Whig na eleição de 1852.

Apesar de Pierce ser popular e extrovertido, sua esposa Jane sofria de doenças e depressão durante boa parte da vida. Todos os seus filhos morreram jovens, com o último morrendo de maneira horrível em um acidente de trem enquanto a família viajava pouco antes da cerimônia de posse. Como presidente ele tentou reforçar os padrões neutros do serviço civil enquanto tentava satisfazer diversos elementos do Partido Democrata com patronagens, um esforço que foi mal sucedido e acabou colocando muitos partidários contra ele. Pierce era um expansionista que assinou a Compra Gadsden de terras do México e liderou uma tentativa fracassada de adquirir Cuba da Espanha. Ele assinou tratados com o Reino Unido e o Japão enquanto seu gabinete reformava seus departamentos e melhorava a contabilidade, porém esses sucessos foram ofuscados por conflitos políticos.

Sua popularidade nos estados do norte caiu rapidamente após o Ato de Kansas-Nebraska, algo que nulificou o Compromisso do Missouri, enquanto muitos brancos do sul continuaram a apoiá-lo. A aprovação do ato levou a um conflito violento sobre a expansão da escravidão na Região Oeste do país. A administração de Pierce foi mais danificada quando vários diplomatas publicaram o Manifesto de Ostende pedindo a anexação de Cuba, um documento que foi muito criticado. Pierce esperava ser renomeado pelos democratas para a eleição de 1856, porém seu partido lhe abandonou e sua candidatura fracassou. Sua reputação no norte foi prejudicada durante a Guerra de Secessão e ele tornou-se um crítico do presidente Abraham Lincoln. Pierce sempre bebeu muito ao longo de sua vida e morreu de cirrose hepática em 1869. Historiadores norte-americanos e outros comentaristas políticos geralmente colocam Pierce como um dos piores presidentes da história dos Estados Unidos.

 ver · editar Citação selecionada


I pledge allegiance to the flag of the United States of America, and to the republic for which it stands, one nation under God, indivisible, with liberty and justice for all.
Eu prometo lealdade à bandeira dos Estados Unidos da América, e à república que ela representa, uma nação sob Deus, indivisível, com liberdade e justiça para todos.
Promessa de lealdade
 ver · editar Aniversários para janeiro 28

Portal:Estados Unidos/Aniversários

 ver · editar Imagem selecionada


Horseshoe Bend, Arizona, visto do ponto de vigia
Credito: Chmehl

Horseshoe Bend, Arizona, como visto a partir do ponto de vigia.

 ver · editar Local selecionado

São Francisco, oficialmente Cidade e Condado de São Francisco (), é a quarta cidade mais populosa do estado da Califórnia e a 17ª mais populosa dos Estados Unidos, com uma população de mais de 873 mil habitantes, segundo o censo nacional de 2020. É a única cidade-condado consolidada na Califórnia, que abrange uma área de terra de 121 km², no extremo norte da península de São Francisco, dando-lhe uma densidade populacional superior a 7 mil pessoas/km². É a cidade mais densamente povoada da Califórnia e a segunda cidade grande (com uma população superior a 200 mil) mais densamente povoada dos Estados Unidos. São Francisco é o centro financeiro, cultural e de transportes da área da baía de São Francisco, uma região com mais de 7,4 milhões de pessoas.

Em 1776, os espanhóis estabeleceram uma fortaleza no Golden Gate e uma missão chamada de Francisco de Assis no local. A Corrida do ouro na Califórnia, em 1848, impulsionou a cidade em um período de rápido crescimento, o aumento da população em um ano foi de 1 000 a 25 000 habitantes, e, portanto, transformando-a na maior cidade da Costa Oeste dos Estados Unidos na época. Depois de três quartos da cidade terem sido destruídos pelo terremoto e incêndio de 1906, São Francisco foi reconstruída rapidamente, recebendo a Exposição Universal Panamá-Pacífico nove anos depois. Durante a Segunda Guerra Mundial, São Francisco foi o porto de embarque para a Guerra do Pacífico. Após a guerra, o retorno dos militares, a imigração em massa, atitudes de liberalização e outros fatores que levaram ao Verão do Amor e ao movimento pelos direitos dos homossexuais, consolidaram São Francisco como um centro de ativismo liberal nos Estados Unidos.

Hoje, São Francisco é um popular destino turístico internacional, conhecido pela sua neblina fria do verão, íngremes colinas, eclética mistura de arquitetura vitoriana e moderna e seus marcos históricos famosos, incluindo a Ponte Golden Gate, os bondes e Chinatown. A cidade é também um centro financeiro e bancário, sendo sede de mais de 30 instituições financeiras internacionais, ajudando São Francisco a se tornar a décima oitava cidade mais rica do mundo e a nona dos Estados Unidos.

 ver · editar Biografia cultural selecionada

Abraham Lincoln () (Hodgenville, 12 de fevereiro de 1809Washington, D.C., 15 de abril de 1865) foi um político norte-americano que serviu como o 16° presidente dos Estados Unidos, posto que ocupou de 4 de março de 1861 até seu assassinato em 15 de abril de 1865. Lincoln liderou o país de forma bem-sucedida durante sua maior crise interna, a Guerra Civil Americana, preservando a integridade territorial do país, abolindo a escravidão e fortalecendo o governo nacional.

Criado em uma família carente na fronteira oeste, Lincoln foi autodidata, tornou-se advogado, líder do Partido Whig, deputado estadual de Illinois durante a década de 1830 e membro da Câmara dos Representantes por um mandato durante a década de 1840. Após uma série de debates em 1858, que repercutiu em todo o país mostrando a sua oposição à escravidão, Lincoln perdeu uma disputa para o Senado para seu arquirrival, Stephen A. Douglas. Lincoln, um moderado de um swing state (estado decisivo), garantiu a nomeação para a candidatura presidencial de 1860 pelo Partido Republicano. Com quase nenhum apoio do Sul, ele percorreu o Norte e foi eleito presidente. Sua eleição fez com que sete estados escravistas do sul declarassem sua secessão da União e formassem os Estados Confederados da América. A ruptura com os sulistas fez com que o partido de Lincoln obtivesse amplo controle do Congresso, mas nenhuma ação ou reconciliação foi feita. Em seu segundo discurso de posse, ele explicou que "ambas as partes desprezavam a guerra, mas uma delas faria guerra ao invés de permitir a sobrevivência da nação e a outra aceitaria a guerra ao invés de deixar esta perecer, e veio a guerra."

Quando o Norte optou com entusiasmo pela união nacional, após o ataque confederado no Forte Sumter, em 12 de abril de 1861, Lincoln concentrou os esforços militares e políticos na guerra. Seu objetivo neste momento era unir a nação. Como o Sul estava em rebelião, Lincoln exerceu sua autoridade para suspender o habeas corpus para prender e deter sem julgamento e temporariamente milhares de separatistas suspeitos. Lincoln lidou habilmente com um conflito diplomático no final de 1861, evitando que o Reino Unido reconhecesse os Estados Confederados como nação independente. Seus esforços para a abolição da escravidão incluíram a assinatura da Proclamação de Emancipação em 1863, encorajando os estados escravocratas de fronteira (border states) a tornarem a escravidão ilegal e dando impulso ao Congresso para a aprovação da Décima Terceira Emenda à Constituição dos Estados Unidos, que finalmente pôs fim à escravidão, em dezembro de 1865. Lincoln supervisionou ostensivamente os esforços de guerra, especialmente na escolha de generais importantes, incluindo o comandante-geral Ulysses S. Grant. Lincoln reuniu os líderes das maiores facções de seu partido em seu governo e pressionou-os a cooperarem. Sob a liderança de Lincoln, a União criou um bloqueio naval que fechou o comércio com o Sul, assumiu o controle dos border states no início da guerra, ganhou o controle das comunicações com canhoneiras nos sistemas fluviais do Sul e tentou repetidamente capturar a capital confederada, Richmond, na Virgínia. A cada general que não obteve sucesso, Lincoln os substituiu até que finalmente Grant obteve êxito, em 1865.

Um político excepcionalmente astuto e profundamente envolvido com as questões de poder em cada estado, Lincoln apoiou os War Democrats e conseguiu sua reeleição em 1864. Como líder de uma facção moderada do Partido Republicano, Lincoln notou que suas políticas e personalidade haviam "explodido para todos os lados": os "Republicanos Radicais" exigiam um severo tratamento do Sul, os War Democrats desejavam um maior comprometimento (os "Copperheads", democratas pacifistas, desprezavam os membros do seu partido que defendiam o conflito) e os secessionistas irreconciliáveis tramaram o seu assassinato. Politicamente, Lincoln reagiu, colocando seus oponentes uns contra os outros e apelando para o povo americano com seu poder de oratória. O seu Discurso de Gettysburg, de 1863, tornou-se um dos discursos mais citados na história dos EUA e um ícone da demonstração dos princípios de nacionalismo, republicanismo, igualdade, liberdade e democracia. Ao fim da guerra, em face da persistente e amarga divisão do país, Lincoln mostrou-se moderado quanto à sua Reconstrução, buscando reunir a nação rapidamente através de uma política de reconciliação generosa. Seis dias depois de o general Robert E. Lee, comandante das forças Confederadas, se render, Lincoln foi assassinado pelo ator e simpatizante confederado John Wilkes Booth. Como foi o primeiro presidente dos Estados Unidos ter sido assassinado, sua morte levou seu país a entrar em luto. Lincoln tem sido consistentemente considerado por estudiosos e pelo povo como um dos três maiores presidentes dos Estados Unidos.

 ver · editar Notícias
Portal Estados Unidos Wikinews

Portal:Estados Unidos/Estados Unidos notícias/Wikinews

 ver · editar Categorias
 ver · editar Panorama selecionado


New York City de Hoboken, Nova Nova Jérsei
Credito: Fotografado por: Jnn13; Editado by: LiveChocolate
New York City de Hoboken, NJ.
 ver · editar Conteúdo em destaque

O movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos foi a campanha por direitos civis e igualdade para a comunidade afro-americana nos Estados Unidos. Os negros foram escravizados nos EUA de 1619, trazidos da África por colonos ingleses, até 1863, com o fim da Guerra Civil, a Proclamação de Emancipação e o início da Reconstrução Americana. A escravidão foi a base da economia dos estados do Sul, e marcou profundamente as relações sociais nessa região.

Todavia, a situação legal dos negros permaneceu por longo tempo inferior à dos demais cidadãos, com as leis Jim Crow, a segregação racial, a doutrina "separados, mas iguais" e a atuação da Ku Klux Klan. Embora a Constituição americana garantisse direitos fundamentais a todos os cidadãos desde 1787, os negros tinham prerrogativas legais negadas por legislações estaduais, com base no princípio dos direitos dos estados.

A doutrina da incorporação, a partir de 1873, levou à gradual extensão dos direitos constitucionais fundamentais para todos os cidadãos. Na virada do século, ativistas como W. E. B. Du Bois criaram a Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor, em defesa da igualdade racial e do progresso da comunidade negra. A decisão do caso Brown v. Board of Education na Suprema Corte americana, em 1954, foi o fundamento legal para o fim da segregação racial. Rosa Parks liderou, no ano seguinte, o boicote aos ônibus de Montgomery.

Na década de 1960, Malcolm X, com um discurso mais virulento, e Martin Luther King Jr., um pacifista, reclamaram o fim da discriminação institucional. A marcha sobre Washington e a concessão do Prêmio Nobel da Paz a King em 1964 trouxeram atenção mundial para a causa afro-americana. A Lei de Direitos Civis de 1964 e a Lei dos Direitos ao Voto de 1965, ambas promovidas pelo presidente Lyndon B. Johnson, do Partido Democrata, codificaram as conquistas dos negros. Elas asseguraram o fim da segregação racial em espaços públicos, ainda que sejam propriedade privada, e o voto universal, independentemente de nível educacional ou condição social.

 ver · editar Tópicos

História CronologiaEra pré-colombianaPeriodo colonialTreze ColôniasDeclaração da IndependênciaRevolução AmericanaExpansão estadounidenseGuerra CivilReconstrução dos Estados UnidosPrimeira Guerra MundialGrande DepressãoSegunda Guerra MundialGuerra da CoreiaGuerra FriaGuerra do VietnãMovimento do direitos civisGuerra ao TerrorRelações estrangeirasMilitarDemográficaIndustrialInvenções e descobertasPostal

Governo Lei (ConstituiçãoDeclaração dos Direitos dos Estados UnidosSeparação de poderes) • Poder legislativo (CâmaraSenado) • Poder executivo (GabineteAgências federais) • Poder judiciário (Suprema CorteApelação) • Aplicação da lei (DoJFBI) • Inteligência (CIADIANSA) • Forças armadas (ExércitoMarinhaFuzileiros navaisForça aéreaGuarda costeira) • Bandeira

Política Partidos políticos (DemocratasRepublicanos) • Eleições (Colégio Eleitoral) • Ideologias políticasEscândalos políticosEstados vermelhos e estados azuisTio SamMovimento de independência porto-riquenha

Geografia (book) Divisões políticasTerritóriosEstadosCidadesCondadosRegiões (Nova InglaterraMédio-AtlânticoThe SouthCentro-OesteGrandes PlaníciesNoroesteSudoeste) • Montanhas (ApalachesRochosas) • Rios (MississippiColorado) • IlhasPontos extremosSistema Nacional de ParquesAbastecimento de água e saneamento

Economia DólarCompaniesWall StreetFederal ReserveBancosStandard of living (Personal & Household incomeIncome inequalityHomeownership) • ComunicaçõesTransportes (CarsTrucksHighwaysAeroportosRailroads) • Turismo

Sociedade Demografias (book A, B) • Línguas (Inglês americanoEspanhol) • ReligiãoSocial class (Sonho AmericanoAffluenceMiddle classPovertyEducational attainmentProfessional and working class conflict) • MediaEducaçãoHolidaysCrimePrisonsHealth careEsporte

Cultura Música (ClassicalFolkPopularJazz) • TeatroCinema & TV (Hollywood) • Literatura (American FolklorePoetryTranscendentalismoHarlem RenaissanceGeração Beat) • FilosofiaArtes visuais • (Expressionismo abstrato) • CulináriaDanceArchitectureFashion

Questões sociais Ação afirmativaExcepcionalismo americanoAntiamericanismoPena de mortePolítica de drogas & Lei secaAmbientalismoDireitos humanosImigraçãoBarreira México–Estados UnidosObesityPornografiaPerfilamento racialSame-sex marriageAbortionAdolescent sexualityRacismo

Wikipédia Livros Estados Unidos

 ver · editar Listas
Listas dos Estados Unidos

Cultura

  • Artistas
  • Compositores
  • Novelistas
  • Dramaturgos
  • Poetas

Educação

  • Instituições de Ensino Superior
  • Academias Federais
  • Distritos Escolares

Economia

  • Empresas
  • Hospitais

Geografia

Governo

História

Lei

  • Agências Policiais
  • Legislação
  • Presídios Federais
  • Juízes da Suprema Corte

Mídia

História natural

  • Lagos
  • Rios
  • Montanhas

Pessoas

  • Pessoas dos Estados Unidos

Áreas protegidas

Religião

  • Televangelistas

Transporte

 ver · editar Portais relacionados
Estados e cidades relacionados

Esportes relacionados

Transporte relacionado
  • Estradas norte-americanas
  • Estradas da Califórnia
  • Estradas de Maryland
  • Rodovias de Michigan
  • Estradas de New York
  • Estradas de Washington

Outros Estados Unidos relacionados
  • Afro-americano
  • Hispânico e Latinos Americanos
  • Governo dos Estados Unidos
  • Barack Obama
  • Registro Nacional de Lugares Histórico
  • OTAN
  • Nova Inglaterra
  • Nova França
  • Militares dos Estados Unidos
  • Mitt Romney
  • Força Aérea dos Estados Unidos
  • Exército dos Estados Unidos
  • Guarda Costeira dos Estados Unidos
  • Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos
  • Marinha dos Estados Unidos
  • Marinha Mercante dos Estados Unidos
  • Guerra Revolucionária Americana
  • Guerra Civil Americana
  • Guerra de 1812
  • Primeira Guerra Mundial
  • Segunda Guerra Mundial
  • Guerra Fria
  • Ataques de 11 de setembro
  • Universidade de Pittsburgh

Territórios fronteiriços

Aqueles listados em negrito itálico são Portais em destaque.

 ver · editar Wikimedia
      Close
      Purgar cache do servidor