Rubens Gonçalves Barrichello (São Paulo, 23 de maio de 1972) é um piloto de automobilismo e apresentador brasileiro. Até 2020, ele foi o que mais tempo disputou o mundial de Fórmula 1 de maneira ininterrupta, entre os anos de 1993 e 2011, tendo se tornado também um dos pilotos mais experientes da história da categoria.[1] Ele também foi presidente da Grand Prix Drivers' Association (GPDA) uma representação dos pilotos de Fórmula 1. Desde 2014, Rubens Barrichello também é um dos apresentadores do programa Acelerados, em seu formato de internet (pelo Youtube) e na televisão, atualmente no ar pela Band.[2]

Quick facts: Rubens Barrichello, Informações pessoais, Reg...
Rubens Barrichello
Rubens Barrichello
Informações pessoais
Nome completo Rubens Gonçalves Barrichello
Apelido(s) Rubinho
Nacionalidade brasileiro
Nascimento 23 de maio de 1972 (50 anos)
São Paulo, SP, Brasil
Altura 1,72 m
Filhos Eduardo Barrichello,
Fernando Barrichello
Registros na Fórmula 1
Temporadas 1993-2011
Equipes
GPs disputados 326 (322 largadas)
Títulos 0
Vitórias 11
Pódios 68
Pontos 658
Pole positions 14
Primeiro GP GP da África do Sul de 1993
Primeira vitória GP da Alemanha de 2000
Última vitória GP da Itália de 2009
Último GP GP do Brasil de 2011
Registros na IndyCar Series
Temporadas 2012
Equipes KV Racing
Corridas 14
Títulos 0
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 289
Pole positions 0
Primeira corrida São Petersburgo, 2012
Última corrida Fontana, 2012
Registros nas 24 Horas de Le Mans
Edições 2017
Equipes Racing Team Nederland
Melhor resultado 0
Vitórias em classe(s) 0
Títulos
1990: Fórmula Opel
1991: Fórmula 3 Britânica
2014: Stock Car Brasil
Close

Barrichello pilotou pela Scuderia Ferrari de 2000 a 2005, como companheiro de equipe de Michael Schumacher, desfrutando de um grande sucesso, sagrando-se vice-campeão em 2002 e 2004. A primeira aposentadoria de Schumacher no final de 2006 fez de Barrichello o piloto mais experiente do grid e, no Grande Prêmio da Turquia de 2008, quando ele atingiu a marca de 257 largadas, tornando-se o piloto com maior número de corridas disputadas na Fórmula 1. Em 2010, no Grande Prêmio da Bélgica de 2010, atingiu a incrível marca de 300 GPs disputados. Barrichello conquistou a centésima vitória brasileira na Fórmula 1, no Grande Prêmio da Europa de 2009.

Após competir pela Brawn GP na temporada de 2009, ele foi confirmado para 2010 na equipe Williams, e teve seu contrato renovado para o campeonato seguinte. Em 2011, Rubens disputou sua 19.ª temporada, tornando-se o piloto com maior número de temporadas ininterruptas disputadas. Em 2012, após ser substituído na Williams por Bruno Senna,[3] Barrichello não encontrou oportunidade em outra equipe e, por essa razão, não disputou o campeonato. Com isso, ele correu na Fórmula Indy em 2012, e no fim do mesmo ano disputou três etapas na Stock Car Brasil.

Em 2014, Rubinho tinha um acerto para realizar corridas de despedida da F1 pela Caterham, inclusive o GP Brasil. Em 2014 também sagrou-se campeão da Stock Car Brasil, em seu segundo ano completo na categoria.

Em 2015, sagrou-se campeão Sul-Americano de Kart Rotax[4] e quarto colocado no Mundial dessa categoria, correndo ao lado dos mais jovens no mesmo nível de competitividade.

Oops something went wrong: