cover image

São Paulo (pronúncia em português: [sɐ̃w̃ ˈpawlu] ouça) é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está situado na Região Sudeste e tem por limites os estados de Minas Gerais a norte e nordeste, Paraná a sul, Rio de Janeiro a leste e Mato Grosso do Sul a oeste, além do Oceano Atlântico a sudeste. É dividido em 645 municípios e sua área total é de 248 219,481 km², o que equivale a 2,9% da superfície do Brasil, sendo pouco maior que o Reino Unido. Sua capital é o município de São Paulo e seu atual governador é Rodrigo Garcia.

Estado de São Paulo
Brasão de Armas de São Paulo
Bandeira Brasão
Lema: Pro Brasilia fiant eximia (latim)
"Pelo Brasil faça-se o melhor"
Hino:
Hino do estado de São Paulo
Gentílico: paulista

Localização de São Paulo no Brasil

Localização
 - RegiãoSudeste
 - Estados limítrofes·Paraná (sul)
·Mato Grosso do Sul (oeste)
·Minas Gerais (norte, nordeste)
·Rio de Janeiro (leste)
 - Regiões geográficas
   intermediárias
11
 - Regiões geográficas
   imediatas
53
 - Municípios645
Capital  São Paulo
23°32′56"S 46°38′20"O
Governo
 - Governador(a)Rodrigo Garcia (PSDB)
 - Deputados federais70
 - Deputados estaduais94
 - SenadoresJosé Serra (PSDB)
Alexandre Giordano (MDB)
Mara Gabrilli (PSDB)
Área
 - Total248 219,481 km² (12º) [1]
População 2021
 - Estimativa46 649 132 hab. ()[2]
 - Censo 2010 41 262 199 hab.
 - Densidade 187,94 hab./km² ()
Economia 2020[3]
 - PIBR$ 2.377.639 trilhões ()
 - PIB per capitaR$ 51.364,73 ()
Indicadores 2017/2019[4][5]
 - Esperança de vida (2017) 78,4 anos ()
 - Mortalidade infantil (2019) 11,00‰ nasc. (22º)
 - Alfabetização (2019) 97,4% ()
 - IDH (2017) 0,826 ()  muito alto [6]
Fuso horário UTC−3, America/Sao_Paulo
Clima Subtropical, tropical de altitude e tropical Cfa, Cfb, Cwa, Cwb, Aw
Cód. ISO 3166-2 BR-SP
Site governamental http://www.saopaulo.sp.gov.br

Mapa de São Paulo

Com 46,6 milhões de habitantes,[2] ou cerca de 22% da população brasileira, é o estado mais populoso do Brasil, a terceira unidade política mais populosa da América do Sul (superado pela Colômbia e pelo restante da federação brasileira) e a subdivisão nacional mais populosa do continente americano.[7] A população paulista é uma das mais diversificadas do país e descende principalmente de italianos, que começaram a emigrar para o país no fim do século XIX,[8] de portugueses, que colonizaram o Brasil e instalaram os primeiros assentamentos europeus na região, de povos ameríndios nativos, de povos africanos e de migrantes de outras regiões do Brasil. Outras grandes correntes imigratórias, como de árabes, alemães, chineses, espanhóis e japoneses, também tiveram presença significativa na composição étnica da população local.

A área que hoje corresponde ao território paulista já era habitada por povos indígenas desde aproximadamente 12000 a.C. No início do século XVI, o litoral da região começou a ser visitado por navegadores portugueses e espanhóis. No entanto, apenas em 1532 o português Martim Afonso de Sousa iria fundar a primeira povoação de origem europeia — a vila de Cananéia, na atual Vale do Ribeira. No século XVII, os bandeirantes paulistas intensificaram a exploração do interior da colônia, o que acabou por expandir os domínios territoriais dos portugueses na América do Sul. No século XVIII, após a instituição da Capitania de São Paulo, a região começa a ganhar peso político. Após a independência, durante o Império, São Paulo começa a se tornar um grande produtor agrícola (principalmente de café), o que acaba por criar uma rica oligarquia rural regional, que iria se alternar no comando do governo brasileiro com as elites mineiras durante o início do período republicano. Sob o regime de Vargas, o estado é um dos primeiros a iniciar um processo de industrialização e sua população se torna uma das mais urbanas da federação.

Segundo o IBGE, em pesquisa realizada em setembro de 2015, São Paulo tinha a maior produção industrial do país, com o maior PIB entre todos os estados brasileiros. Em 2016, a economia paulista respondia por cerca de 32,5% do total de riquezas produzidas no país, o que tornou o estado conhecido como a "locomotiva do Brasil".[9] O PIB paulista equivale à soma das economias de Argentina, Uruguai, Paraguai e Bolívia.[10] Se fosse um país soberano, seu PIB nominal poderia ser classificado entre os 20 maiores do mundo (estimativa de 2010).[11] Além da grande economia, São Paulo possui bons índices sociais em comparação ao registrados no restante do país, como o segundo maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH),[6] o segundo maior PIB per capita,[3] a segunda menor taxa de mortalidade infantil,[4] a menor taxa de homicídios[12] e a terceira menor taxa de analfabetismo entre as unidades federativas brasileiras.[13]

Oops something went wrong: